A crise que atinge a economia brasileira também pega em cheio os meios de comunicação. Empresas midiáticas, em seus mais diversos níveis e setores, a cada dia anunciam novas baixas. A Globo News, canal a cabo da Globo, é uma delas. De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco em reportagem publicada neste sábado, 14, a Globo News demitiu nesta sexta-feira, 13, o jornalista Sidney Rezende, um dos mais antigos do canal. O profissional da mídia teve seu desligamento anunciado em meio ao caos com a cobertura dos atentados em Paris, na França. Outros "medalhões" também devem virar alvo.

Em comunicado, a Globo News confirma a notícia e que isso foi feito a pedido do próprio Sidney Rezende.

Publicidade
Publicidade

O canal não fala em demissão, mas sim de não renovação de contrato. Ali Kamel, diretor de jornalismo e esporte, que também responde pela TV Globo, disse que Rezende é um excelente profissional e que seu trabalho foi muito importante nesses anos todos no Grupo Globo. O diretor disse ainda que não descarta que no futuro pode voltar a trabalhar com Sidney, mas que ele não interessa aos quadros da empresa agora. Já o jornalista demitido preferiu não se pronunciar. 

Além de jornalista e apresentador, Sidney Rezende também é dono de um portal de notícias que leva o seu nome. Ele passou por diversas emissoras, como a extinta TV Manchete e a TV Bandeirantes, tendo trabalhado também na antiga TVE, hoje TV Brasil. Ele já estava há quase 20 anos na emissora, tendo entrado ainda em 1997, na primeira equipe do canal a cabo.

Publicidade

Em 2001, ele também passou a fazer a edição do 'Bom Dia Rio', na Globo, tendo também ficado a frente do 'RJTV' em algumas ocasiões. 

Outros desligamentos importantes do período de um ano

O profissional da mídia é autor de dois livros, 'Deve Ser Bom Ser Você', de 2002, e o Ideário de Glauber Rocha, de 1986. No mês passado, o canal demitiu Eduardo Grillo, que também participou da primeira turma da Globo News. No fim do ano passado, quem deixou o canal foi Mariana Godoy, hoje na RedeTV!. #Televisão #Desemprego