A quantidade de famílias brasileiras que sentam à mesa e fazem um orçamento doméstico mensal é muito pequena, segundo especialistas em economia doméstica. Talvez esse seja o real motivo do aumento considerável do número de famílias brasileiras endividadas.

Então, se você já sabe como fazer um orçamento doméstico, parabéns! Mas você que ainda não sabe como fazer, leia esta matéria, que irá lhe ensinar passo a passo como fazer uma planilha de orçamento doméstico.

Primeiramente anote todas as suas receitas fixas e variáveis

Para começar, você terá que anotar em um caderno ou numa planilha do Excel todas as suas receitas fixas e variáveis.

Publicidade
Publicidade

Se você possui emprego fixo, ficará mais fácil saber o montante de suas receitas fixas (pagamento e adiantamento) e variáveis (hora extra e rendimentos com vendas e afins), agora se você for um profissional autônomo, deve estabelecer um valor médio de todas as suas receitas nos último doze meses para estabelecer um valor de receita fixa.

Some tudo e separe dois valores totais (saldo de receitas fixas e saldo de receitas variáveis). Por incrível que pareça, muitas pessoas não sabem o valor líquido de suas receitas ganhas mensalmente.

Agora anote todas as suas despesas fixas e variáveis

Após anotar todos os valores de receitas, anote todas as suas despesas fixas (luz, água, TV a cabo, gás, aluguel, alimentação, etc.) e despesas variáveis (combustível, telefone, roupas, lazer, etc.). Some tudo e estabeleça dois valores, o montante de despesas fixas e o montante de despesas variáveis.

Publicidade

Ao final, faça um comparativo, se suas receitas forem maior que suas despesas, parabéns você não está endividado, agora se suas despesas não forem maiores que suas receitas, algo está errado e você terá que arrumar isso urgentemente se não quiser entrar no vermelho.

Estabeleça os valores para cada despesa

Agora você já sabe o quanto ganha e quanto gasta mensalmente. Se puder, faça um corte de despesas que você ache que não agregam valor em sua vida. Seja honesto consigo mesmo e reduza custos e evite gastos desnecessários. Imagine que quanto mais você economizar, mais sobrará dinheiro para a realização de seus sonhos.

Tenha em mente sua situação financeira e faça uma reserva financeira

O importante é ter em mente a sua real situação financeira. Saiba que o ideal é não comprometer mais que 30% de sua renda com financiamentos e prestações. O ideal é guardar pelo menos 30% de sua renda todo mês para utilizar em eventuais imprevistos e também para a realização de sonhos a serem realizados à longo prazo.

Enfim, o importante é anotar e se conscientizar sobre o correto uso do dinheiro. Afinal de contas, tudo nessa vida tem um preço, talvez até a felicidade. Então, faça um orçamento doméstico todo mês, pois essa simples atitude pode te livrar de um futuro processo de endividamento. #Dicas #Finança #Crise econômica