O IGP-M (índice geral de preços do mercado) obteve baixa no mês de dezembro em comparação a dezembro e foi de 1,52% a 1,49%. Analisando os dados a taxa em dezembro de 2014 estava em 0,62%, mas ao final de 2015 o IGP-M foi de 10,54% e o de 2014 ficou em 3.69% (análise de 12 meses).

MAS O QUE É O IGP-M?

É um índice usado para realizar cálculos de reajustes do aluguel e luz.

Nesse mês de dezembro houve um aumento de 0,49% e ocorreu retração com relação a novembro, onde o índice foi de 1,52%. Os dados são baseados dentro de um prognóstico que analisou do dia 21 de novembro a 20 de dezembro.

A FGV (Fundação Getúlio Vargas) passou os percentuais dos três indicadores do IGP-M que são:

O IPA-M (do atacado) que se elevou a 0,39% em dezembro.

Publicidade
Publicidade

No mês de novembro estava a 1,93%.

O IPC-M (varejo) aumentou 0,92% em dezembro, em novembro foi de 0.90%.

O INCC-M (que mede os preços da construção) obteve elevação de 0,12% em contrapartida de 0,40% em novembro e ao ano 7,22%.

Os produtos do setor agropecuário no atacado calculado pelo IPA aumentaram 1,49% em dezembro, após alta de 2,60% em novembro, de acordo com a FGV.

A fundação informou que os produtos da indústria no atacado (IPA industrial) obtiveram pequena queda de 0,04%, diante do aumento de 1,68% em novembro.

De acordo com Estágios de Processamento (IPA-EP) que verifica a passagem de preços dentro da cadeia de produção, os preços finais se elevaram em 1,39% no mês de dezembro com alta de 2.96% em novembro.

As matérias-primas tiveram queda de 0.31% no comparativo dos meses (nov.

Publicidade

a dez) e alta de 0,96%.

Houve queda de 0,02% em dezembro dos preços referentes a bens intermediários, comparando com a elevação de 1,74% no mês de novembro.

A DESACELERAÇÃO DO IGP-M EM 2016

Neste ano de 2015 o IGP-M apresentou um dos maiores aumentos, mas em 2016 poderá ocorrer a desaceleração nos primeiros meses iniciais do ano. O que contribuirá para que desacelere será a desestabilização do câmbio, que fará com que haja um repasse da deflação do exterior (commodities) para os preços dos produtos. #Crise econômica #Crise no Brasil