A Lista Evite Esses Sites do Procon, órgão que protege e defende os direitos do consumidor ultrapassa a marca de 500 páginas não recomendadas para compras on-line. 

O Procon de SP atualizou e divulgou a lista negra de sites não recomendados para compras pela #Internet, foram empresas que tiveram problemas não solucionados com seus clientes por reclamações feitas ao Órgão de Defesa do Consumidor em transações de compras on-line. 

A lista "Evite Esse Sites" vem com mais de 500 nomes de páginas da internet e empresas de compras on-line que devem ser evitadas pelos consumidores. 

A extensa lista negra inclui páginas de sites de empresas não encontradas para notificação e ou intermediação de acordos, que não responderam à solicitação do Procon, páginas de empresas fantasmas, que tiveram processos administrativos abertos pelo órgão nos últimos anos, sem apresentar propostas de solução ou simplesmente desapareceram ou não existem, sites falsos 

Alista é detalhada e traz o endereço do site na internet, CNPJ da empresa ou CPF do responsável (quando existe), dados como data da inclusão da empresa na lista negra e se o site ainda esta no ar. 

O Procon de São Paulo esta apto a receber qualquer tipo de denuncia de desrespeito aos direitos do consumidor, porém nos últimos anos boa parte dessas reclamações são de compras on-line, devido ao grande aumento do comercio eletrônico em todo pais.

Publicidade
Publicidade

No site do Procon você também encontra dicas para quem vai fazer compras on-line e se prevenir contra esse tipo de problema.

Vale ressaltar que a lista esta sempre em construção, sempre com novas informações incluídas e que todos os dias não só no Brasil, mas em todo mundo, são criados sites falsos e praticados crimes pela internet contra o direito das pessoas. 

Antigamente o chavão era "papel aceita tudo" agora fica valendo "internet aceita tudo", junte-se a isso a facilidade e o baixo custo de se obter um endereço de internet e montar um site, às vezes até gratuitamente, tornando ferramenta de fácil acesso a gente mal intencionada. 

As dica para quem não tem experiência são:

Busque na primeira compra ajuda de alguém com experiência em compras on-line, ir clicando e logo pagando é um grande risco. 

Procure sempre se a empresa deixa em lugar visível os dados da empresa, como CNPJ, telefone, endereço, Razão social, etc., dados que podem ser facilmente comprovados no site da Receita Federal a partir do CNPJ que dá detalhes da empresa.

Publicidade

Prefira empresas de renome, já conhecidas no mercado e certificadas por sites de buscas de preços.

Evite vendedores que exijam somente pagamento por deposito bancário ou boleto.

Desconfie sempre de ofertas muito atraentes, preço muito baixos são motivos de desconfiança, principalmente se a exigência for de deposito a vista na conta do vendedor.

Em caso de efetuar a compra, salve no seu computador o comprovante, imprima se for possível e até um "print-screem" com a confirmação do pagamento pode constituir prova de fraude ou diante um litígio (processo ou similar).

Se o caso for de estelionato procure uma delegacia e registre um Boletim de Ocorrência.

Feliz Natal e boas e seguras compras.

  #Finança #Casos de polícia