Com o disparo no preço do dólar, os brasileiros que viajaram para o exterior no ano passado gastaram menos. Segundo dados divulgados pelo Banco Central (BC) na tarde dessa segunda-feira (25), a queda foi de 32,1%, a maior registrada desde 2010. De acordo com os dados divulgados pelo BC, as despesas com viagens no exterior ficaram em torno dos US$17 bilhões. Em 2010, os dados mostram que os brasileiros gastaram pouco mais de US$15 bilhões.

Mas não foram só os brasileiros que gastaram menos em viagens ao exterior. Os estrangeiros que visitaram o Brasil no último ano deixaram uma receita de US$5 bilhões. Uma queda, também notável de 14%, se compararmos com 2014. Sendo as despesas maiores que as receitas geradas, o balanço de viagens internacionais fechou o ano de 2014 com saldo negativo, em torno dos US$11 bilhões.

Publicidade
Publicidade

Uma queda de 38,5% se rcomparamos com 2014, que fechou com saldo negativo na casa dos US$18 bilhões.

De acordo com Túlio Maciel, chefe do Departamento Econômico do Banco Central, essa foi a primeira vez que houve um recuo no déficit das despesas com viagens ao exterior, comparando-se desde 2010. Comparando-se com 2015, o saldo negativo em 2011 subiu 37%. Em 2012, o aumento foi de 7%, 18% em 2013 e de 1% em 2014.

Segundo Maciel, a alta do dólar é o principal causador da redução dos gastos no exterior. Mas ele também ressalva que essa alta é uma grande oportunidade para gerar gastos maiores dos estrangeiros no Brasil. A expectativa de Maciel é de que essa redução continue em 2016, mas não na mesma proporção do ano passado, pois “já foi feito um ajuste muito forte esse ano”, ressalta Túlio.

Publicidade

Outro fator que pode influenciar a queda dos gastos no exterior é a redução ou um menor crescimento na renda dos brasileiros. Com a alta taxa de desemprego e os juros cada vez maiores, sobra pouco para o brasileiro economizar e viajar. Aqueles que já estão com viagens marcadas, estão com mais cautela quanto a gastos lá fora.

Segundo dados parciais de 2016 divulgado pelo Banco Central, até o dia 22 de janeiro desse ano os estrangeiros gastaram no Brasil em torno de US$400 milhões. As despesas no exterior somaram em torno de US$650 milhões. Um déficit em torno de US$150 milhões. #Desemprego #Crise econômica