A presidente Dilma Rousseff considera como uma hipótese que o país use as reservas cambiais para incentivar a economia. Em resposta à pergunta do jornalista Fernando Rodrigues do UOL, a mesma disse: “tem momentos em que isso possa vir a ser colocado como uma hipótese”.

Essa declaração abre espaço para uma discussão mais detalhada sobre o tema e pode inclusive ser um dos assuntos a serem tratados na reunião do Conselhão nesta próxima quinta-feira em Brasília.

RESERVAS CAMBIAIS

As reservas cambiais são recursos em dólares que o governo possui lastreado em títulos internacionais de instituições fortes e consideradas como de elevada qualidade de crédito, tal como o Tesouro Americano.  Esses recursos são obtidos por meio de superávits nas balanças de pagamento e são considerados pelo mercado como uma garantia que o país possuí contra ataques especulativos.

Publicidade
Publicidade

A Presidente coloca essa medida como hipótese porque sabe que não pode descartá-la já que seria uma solução mais fácil para uma economia em crise pelo segundo ano seguido. Entretanto, resolver o problema dessa maneira seria temporário já que o déficit das contas do governo é contínuo e esse recurso só poderia ser utilizado num determinado momento. Não haveria uma solução para o problema, ele seria apenas postergado para outro período.

A utilização das reservas pelo Governo Dilma possivelmente deva ocorrer caso as medidas ortodoxas que estão sendo tomadas não obtenham resultado. A presidente espera conseguir realizar o ajuste fiscal, a reforma do sistema de impostos e da Previdência. Todavia, com a impopularidade da presidente e o Congresso em ritmo de impeachment a aplicação de tais medidas parece cada vez mais distante.

Publicidade

O ministro Nelson Barbosa no final do ano passado considerou como improvável a utilização das reservas cambiais, mas com a presidente indicando que essa saída é um hipótese o mesmo já deve estar realizando estudos sobre o assunto.

Nesse cenário de incerteza é prudente realizar essa discussão sobre a utilização das reservas cambiais, já que essa pode ser considerada pelo governo como uma das únicas saídas possíveis para reaquecer a economia a curta prazo. #Crise #Crise econômica #Crise no Brasil