Silvio Santos, Amilcare Dallevo Jr. e Edir Macedo estão cada vez mais perto de se tornarem sócios. Isso porque os empresários tentam se unir para montar uma empresa para brigar na TV paga, mas tem recebido muita força contrária. O caso foi parar no Cade, uma instituição que analisa como a nova empresa poderia atrapalhar o mercado. A ideia da companhia é negociar o sinal digital da Record, RedeTV! e SBT com operadoras de TV paga, coisa que a Rede Globo já faz. Segundo uma reportagem do jornalista Daniel Castro publicada nesta quinta-feira, 28, a primeira grande vitória os empresários já tem. Isso porque a Advocacia-Geral da União (AGU) disse que o negócio é legal.

Publicidade
Publicidade

A AGU é uma espécie de advogado do #Governo, que analisa todas as demandas judiciais que tem relação com o país como um todo. A entidade disse  ainda que é justo que SBT, Record e RedeTV! cobrem pelos seus sinais de TV aberta. A mudança deve ocasionar em um aumento de preço do serviço dos assinantes brasileiros. Isso porque os canais abertos estão presentes em todos os pacotes de assinatura. 

Quem pediu a análise foi Cristiane Alkmin, conselheira do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, o Cade. Quando grandes organizações se unem para disputar o mercado cria-se a chamada joint venture. A decisão final do Cade deve ser dada em abril. A análise da AGU deve ajudar bastante Silvio Santos e seus sócios na empreitada. Anteriormente, a nova empresa já havia recebido o sim da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura, a ABTA. Sky e Claro não gostaram de ter que cobrar mais caro pelo seu serviço e decidiram recorrer.

Publicidade

As duas empresas de TV por assinatura argumentam que cobrar o sinal de TV aberta digital seria ilegal, já que supostamente o serviço seria de poder do serviço público e por serem concessões, as empresas não poderiam cobrar qualquer valor para serem assistidas. Sky e Claro também dizem que as emissoras vão cobrar preços muito altos e que isso poderia provocar uma debandada dos assinantes, que em um período de crise já fizeram cair a TV a cabo.  #Negócios