O site do Banco do Brasil na #Internet recebeu novos recursos e teve o seu layout completamente reformado. A mudança foi anunciada neste domingo (24) e igualar o setor digital do banco com os da concorrência. No ano passado, foi a vez da Caixa Econômica Federal, outra grande instituição financeira pública, receber uma atualização no seu website.

Em um momento em que cada vez mais as pessoas utilizam os serviços digitais - smartphone, tablet, notebook - para realizar transações financeiras, é natural que as empresas queiram simplificar as coisas para um público diverso.

No novo portal do BB, o consumidor tem acesso mais fácil ao sistema de localização de agências, tarifas e pacotes de serviços, segunda via de boleto bancário, planos de seguros e como instalar os aplicativos móveis para Android, iOS e Windows Phone.

Publicidade
Publicidade

Também são destacados na página inicial as opções de contas disponibilizadas pelo Banco do Brasil, cartões, além de créditos e financiamentos.

O carrossel de slides (banners que ficam rodando aleatoriamente com novidades e informações) ficou bem maior - tamanho 970x250 - mas foi transferido da para parte inferior da página. Em seu lugar, na parte superior, ficou uma grande barre de busca em que o cliente do banco pode pesquisar o que deseja.

Sobre o Banco do Brasil

O Banco do Brasil (BB) é uma instituição financeira presente no mercado nacional há 207 anos. Atualmente é um banco estatal (juntamente com o Banco do Nordeste, Banco da Amazônia, BNDES e Caixa Econômica Federal), mas tem capital misto, isto é, divido entre o governo (68,7% das ações) e investidores particulares (31,3%).

Possui ligações com dezenas de outras empresas no ramo financeiro, como o Banco Votorantim, BV Financeira e os Correios - cujo acordo com este último permite a operação do Banco Postal, que torna cada agência dos Correios apta a realizar transações comerciais simples em nome do BB.

Publicidade

Em outubro de 2015, o último mês que teve dados divulgados até o momento, o valor de mercado do Banco do Brasil estava estimado em R$ 51,3 bilhões. #Finança