Como anunciado há alguns dias, o gigante americano Walmart começou o fechamento de aproximadamente 30 lojas no Brasil, conforme ordem dada direto pela matriz. O total de lojas programadas para fechamento representa 5% do total de lojas operantes no Brasi. são os casos dos Hipermercados que levam o nome do Walmart e rede BIG, a rede de supermercados Bom Preço, Todo Dia, Supermercados Nacional que atua no Rio Grande do Sul, Mercadorama e a rede de atacados Maxxi, presente nas principais cidades do Brasil.

Na última quarta-feira (30), algumas lojas da rede em Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Alagoas, São Paulo e Mato Grosso do Sul já foram fechadas.

Publicidade
Publicidade

Em Alagoas, foram fechadas duas lojas da marca Bom Preço. No Nordeste é onde está programado o maior fechamento de lojas. Das 30 lojas programadas para fechamento, 12 estão no Nordeste. Em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, foi necessária atuação da tropa de choque. A grande queima de estoque das duas lojas Maxxi da cidade, causou tumultos e confusões e foi necessário a presença também da Polícia Militar para conter a superlotação.

O Walmart é hoje considerado a terceira maior rede varejista do país, atrás apenas dos franceses Carrefour e Grupo Pão de Açúcar.

A crise no país, que afeta todo o mercado em si, não poupou a rede varejista. Em 2015, as vendas da rede acumularam queda de 1,6%, segundo relatório da ABRAS (Associação Brasileira de Supermercados). Especialistas apontam que essa queda pode ter sido devido à má gestão do grupo no Brasil.

Publicidade

O principal critério para a decisão de qual loja fechar, foi o custo operacional para manutenção da unidade, seguido do fluxo de vendas. Por esse motivo, algumas lojas que são localizadas em shoppings centers, terão prioridade no fechamento, devido ao alto custo de locação e verbas para campanhas exigidas pelos shoppings.

Funcionários transferidos

Em nota, a empresa se pronunciou dizendo que todos os funcionários foram convidados a serem transferidos para outras unidades da mesma ou de outras cidades. A empresa ainda não se pronunciou sobre a quantidade exata de lojas programadas para fechamento. #Crise #Crise econômica #Crise no Brasil