Uma estatística agravante foi divulgada nessa sexta-feira (26) pela Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) vinculada ao MTPS (Ministério do Trabalho e Previdência Social), a estatística mostrou que o Brasil teve um fechamento de 99.694 mil postos de trabalho com carteira assinada no mês de janeiro de 2016.

Quase 100 mil brasileiros ficaram desempregados apenas no primeiro mês de 2016. O número representa uma um percentual de 0,25% do total de trabalhadores com carteira assinada no Brasil.

Em comparações com meses de janeiro o resultado é o segundo pior da história

A perda de quase 100 mil postos de trabalho entrou para a história como sendo o segundo pior janeiro em comparação à outros anos.

Publicidade
Publicidade

A primeira posição ficou para janeiro de 2009 quando uma crise mundial abalou a economia brasileira.

No ano passado no mesmo período, foram fechados 81.774 vagas. Nos últimos 12 meses foi verificado o fechamento de 1,59 milhão vagas de trabalho em todo o país.

O setor que mais fechou postos de trabalho foi o comércio

O Caged divulgou que o setor onde foi verificado maior fechamento de postos de trabalho foi o comércio. Em sua totalidade foram fechadas 69.750 vagas fechadas, a segunda posição ficou com setor de serviços com 17.159 vagas e a terceira com a indústria da transformação com 16.533 postos de trabalho fechados.

O setor que menos teve postos de trabalhos fechados foi o do setor de agropecuária, o setor mais contratou mais do que demitiu e fechou janeiro com resultado positivo, no total foram criados 8.729 novos postos de trabalho.

Publicidade

A justificativa para o péssimo resultado dado pelo Ministério do trabalho foram fatores sazonais e conjuntura econômica

As atribuições dadas pelo Ministério do Trabalho para justificar o alto fechamento de vagas em janeiro de 2016 foram por motivos de fatores sazonais e também por conjuntura econômica.

Fatores sazonais devido aos climas menos favoráveis as safras, como no caso da safra de cana na região norte e nordeste. Já os motivos por conjuntura econômica foram devidos aos fechamentos de vagas temporárias de final de ano, principalmente no setor de comércio onde se observa o grande número de desligamentos.

O grande problema é que os postos de trabalho que são fechados não são abertos novamente e a taxa de desempregados no país aumenta consideravelmente a cada mês,  o que afeta diretamente o contexto geral da economia brasileira. #Desemprego #Crise econômica #Crise no Brasil