A economia brasileira está um verdadeiro caos em todos os sentidos. A nota brasileira foi rebaixada pelas maiores agências de risco e estamos em recessão. O #Desemprego atingiu mais de nove milhões de pessoas, a violência aumentou, enfim, estamos vivendo momentos de crise sem precedentes. As consequências desta crise é que investidores estrangeiros evitam o Brasil; o desemprego cresce e muito, mais famílias endividadas e claro, aumento da pobreza. A corrupção é um fator crucial nos resultados econômicos; a falta de credibilidade do mercado no Brasil é evidente. A bolsa de valores tem apresentado resultados negativos; o dólar está muito valorizado.

Publicidade
Publicidade

Temos um cenário bem grave, com perspectivas nada boas para o futuro próximo.

O que devemos fazer neste momento? Creio que possamos proteger o nosso dinheiro investindo na bolsa de valores, ou até mesmo nos bancos, mas sempre com a orientação de um especialista no setor. O momento é de pânico, sim, mas tem solução. O Brasil é muito grande, um povo alegre e trabalhador, uma agricultura forte e uma indústria que pode crescer ainda mais com novos investimentos. Podemos voltar a ter credibilidade no mercado internacional com medidas simples, como corte de gastos públicos, redução de impostos e seriedade no uso do dinheiro arrecadado pelo governo. Seriedade acima de tudo, e cabe ao povo brasileiro nas próximas eleições, escolher um candidato honesto.Precisamos renovar o Congresso, o Senado e a câmara de vereadores com pessoas competentes e que busquem o bem coletivo. 

O Brasil é um país que pode crescer muito ainda, e este momento turbulento que estamos passando, certamente vai resultar em um aprendizado para nós.

Publicidade

A questão da corrupção precisa ser combatida com seriedade. O quadro que vemos atualmente coloca em risco as instituições democráticas, e isto é muito sério. Precisamos de um presidente comprometido com a honestidade e vontade de acertar para fazer este país crescer de forma justa e o mais rápido possível. Este cenário precisa mudar em um curto prazo, caso contrário, o abismo vai ficar cada vez mais fundo e o cenário poderá ser apocalíptico. #Crise econômica #Crise no Brasil