Com o dólar em alta e a crise econômica e financeira que assolam o país, o número de brasileiros bilionários mais uma vez voltou a diminuir. No ano passado, segundo a revista especializada Forbes, especializada em economia, eram 54 os representes do Brasil na lista com o capital igual ou acima de US$ 1 bilhão. Já neste ano, o número caiu para 31. A relação dos mais ricos do mundo na atualidade foi divulgada nesta terça-feira.

O empresário Jorge Paulo Lemann, de 76 anos, natural do Rio de Janeiro, segue na ponta como o brasileiro mais rico. Descendente de suíços, Lemman tem como principais #Negócios participações diretas na gigante AB InBev, cujo conglomerado é o maior do ramo de cervejas em todo o mundo.

Publicidade
Publicidade

Além disso, ele também é o principal acionista da rede de fast-food Burguer King, e da B2W, que reúne lojas de varejo e comércio eletrônico. Seu patrimônio, segundo a Forbes, é de aproximadamente US$ 27,8 bilhões (algo em torno de R$ 110,2 bilhões). Com este montante, ele pulou do 26º posto entre os mais ricos, para o 19º lugar.

Entre os brasileiros, aparecem na sequência o banqueiro Joseph Safra (US$ 17,2 bilhões), o investidor Marcel Herrmann Telles (US$ 13 bilhões), o empresário Carlos Alberto Sicupira (US$ 11,3 bilhões), o empreendedor Eduardo Saverin (co-fundador do Facebook e dono de US$ 6,2 bilhões), e três representantes do Grupo Globo - João Roberto Marinho, José Roberto Marinho e Roberto Irineu Marinho, todos com (US$ 4,3 bilhões). Fecham a lista o empresário Abílio Diniz, cuja fortuna é estimada em US$ 3,4 bilhões, e o médico e empreendedor Jorge Moll Filho, com US$ 3 bilhões.

Publicidade

Os mais ricos do mundo

O levantamento da Forbes também apontou que, pelo terceiro ano consecutivo, o norte-americano Bill Gates é o homem mais rico do planeta. O fundador da Microsoft possui US$ 75 bilhões. Ele é seguido pelo empresário espanhol Amancio Ortega, dono da Zara e detentor de US$ 67 bilhões. O investidor Warren Buffett, também dos Estados Unidos, surge na 3 colocação com patrimônio avaliado em US$ 60,8 bilhões. Já Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, apareceu no 6º lugar, com ganho de 10 colocações e fortuna avaliada em US$ 44,6 bilhões. #Famosos #Finança