A palavra '#Crise' está rondando com frequência as conversas entre os brasileiros. Não importa a formação acadêmica ou local de moradia. Direta ou indiretamente a crise econômica que o país vivencia vem afetando inúmeras atividades. A intenção deste informativo é mostrar o lado que foi pouco afetado e os que, ao contrário das expectativas, estão em crescimento.

Vale lembrar que para os que estão à procura de um emprego este ano, o melhor que se tem a fazer é investir em qualificação profissional. Em tempos de crise, deve-se preparar a terra, jogar as sementes e aguardar o tempo oportuno da colheita.

Duas empresas de Recursos Humanos consideradas de grande porte destacaram para o portal 'R7' os cinco setores que continuam com alta demanda por profissionais.

Publicidade
Publicidade

Confira:

Saúde

As famílias brasileiras não estão abrindo mão de investir no maior patrimônio que possuem. Associada à área de prestação de serviços, os profissionais de saúde têm o que comemorar. Ao menos estatisticamente, o setor foi o único classificado em prestação de serviços que fechou o ano de 2015 com quase 50 mil contratações a mais do que o número de demissões, segundo os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Vendas

Em meio à crise financeira, você pode pensar: quem está pensando em gastar dinheiro? As grandes empresas estão em busca de profissionais de venda com experiência. Antes do país mergulhar na crise, muitos profissionais migraram de área e as lojas contratavam profissionais, mesmo que estes não tivessem experiência. Agora elas estão em busca dos mais experientes para alavancar seus resultados.

Publicidade

Tecnologia da Informação (T.I.)

Essa área necessita de profissionais capacitados e a demanda é crescente, em especial no desenvolvimento de aplicativos para plataformas mobile. A 'TI' é provavelmente uma das áreas mais sensíveis e enfrenta vários ciclos, alternando entre alta e baixa necessidade de profissionais. A crise está fortalecendo as startups que focam no desenvolvimento de tecnologia para automatização de processos e consequentemente a diminuição de custos.

Finanças

Os profissionais de contabilidade e administradores estão ganhando fôlego devido justamente à crise. Esse tipo de especialista é contratado para apresentar soluções que envolvam boas práticas e otimização de resultados. Normalmente são contratados para resolverem problemas de caixa em empresas de médio porte, como também atuando na eficiência de custos dos procedimentos de fabricação, entre outras possibilidades.

Pecuária e Agricultura

Essas áreas estão associadas ao setor de economia. São as únicas que seguem contratando mais do que demitindo.

Publicidade

O problema para conseguir se alocar nessa área é o fato de que normalmente as empresas que desenvolvem essas atividades estão fora dos grandes centros urbanos. Elas estão associadas a cidades de pequeno e médio porte e normalmente envolveria um esforço de mudança de domicílio por parte dos interessados. O setor continua forte devido às exportações beneficiadas pela alta do dólar. #Crise econômica