Esta semana a PEGN - Pequenas Empresas Grandes Negócios - iniciou chamadas para mais uma virada empreendedora. Neste ano o destaque é para o empreendedorismo feminino. O patrocínio é da rede Mulher Empreendedora. É um chamado atraente, principalmente em tempo de uma crise de grandes proporções que se aproxima. Aquele bolinho que é feito para gáudio das amigas; aquele pastel diferente que todo mundo gosta; aqueles biscoitos que derretem na boca; aqueles sapatinhos de tricô feitos para as crianças carentes. Estes são exemplos simples de situações que podem ser transformadas em negócios. Em cada esquina há uma oportunidade esperando. É preciso aprender como transformar um sonho em realidade.

Publicidade
Publicidade

O evento espera as interessadas nos dias 16 e 17 de Abril de 2016, com uma agenda ininterrupta de 24 horas. Para aproveitamento total é importante saber como empreender.

Como empreender em tempo de crise?

Para se ter uma ideia, em 2014 se prenunciava a crise trazida por 2015 e que neste ano parece ter se instalado e sem perspectiva de mudança a curto prazo. Foram criadas, de acordo com o indicador Serasa Experian, 1.865.183 novas empresas no Brasil. Ou seja, mais de 5.100 novas empresas por dia. Muitas não vingaram, mas no reverso da medalha, muitas levaram suas proprietárias a sair da tempestade para tempos de bonança, no aspecto financeiro.

O SEBRAE aponta alguns indicativos para que uma empresa seja bem sucedida:

  • Estudar a história de bons administradores e aplicar o resultado da aprendizagem é um bom augúrio;
  • Inovar é um bom alvitre. Muitas empresas que seguiram o conselho de Kim e Maugborne, criando oceanos azuis, ao invés de tentar ser melhor que as concorrências tiveram bom resultado;
  • Conseguir capital é necessário. Sem ele nada será possível. É preciso lembrar que existe o crowdfunding, para que você possa angariar recursos junto à comunidade. Interessar outras pessoas em seu negócio e compartilhar despesas e lucros pode ser um bom caminho para vitória;
  • Procurar técnicos especialistas na abertura de startups é um bom conselho. A proposta reúne grupos de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível, escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza;
  • Montar um BMG – Business Model Generation pode dar o planejamento, sem o qual a nova empresa tem tudo para fechar. Ele ajuda a montar uma empresa cujo nível de vendas seja necessário e suficiente para cobrir os custos e gerar o lucro pretendido (é bom lembrar que eles devem estar previamente estabelecidos);
  • É importante não esquecer de colocar a qualidade do produto ou serviço prestado em primeiro plano.

O conselho que muitos coachers (especialistas que orientam outras pessoas a como atingir seus objetivos) dão aos seus coachees (aqueles que são orientados) em muitos cursos de MBA, na área de empreendedorismo, não é difícil de atingir.

Publicidade

É algo que está dentro de cada um e representa a melhor ferramenta que a pessoa pode utilizar: ser curioso! É a curiosidade que pode o levar a se interessar verdadeiramente pela experiência de outras pessoas, além de dar ânimo para ir cada vez mais longe em suas tentativas de aplicação de novas ideias. É bom não esquecer de reservar um tempo para estudar. A Harvard e o MIT (Massachussets Institute of Technology) oferecem cursos gratuitos para quem quer empreender. São aulas on-line. Fique ligado nos seus sites para saber quando haverá um curso falado ou legendado na língua portuguesa. #Desemprego #Dicas #Crise econômica