A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu sexta-feira (29) que a bandeira tarifária se mantém verde no mês de maio. Isso significa que a conta de luz continuará sem cobrança extra. 

Fatores que contribuíram para isso:

- O fato de que houve mais chuvas e isso recompôs os reservatórios das hidrelétricas;

- O aumento de energia disponível devido à queda no consumo provocada pela crise econômica;

- Adição de novas usinas no sistema hidrelétrico brasileiro.

O funcionamento das bandeiras tarifárias

Bandeira verde- condições favoráveis de geração de energia = sem cobrança 

Bandeira amarela- condições menos favoráveis de geração de energia = cobrança de R$1,50 por 100KWh

Bandeira vermelha- condições desfavoráveis para a geração de energia = cobranca de acordo com dois patamares: R$3,00 e R$4,50 por 100KWh

Durante o ano de 2015 e começo de 2016, vigorou a bandeira vermelha.

Publicidade
Publicidade

Nesse período, às principais hidrelétricas do país sofriam com baixo armazenamento de água em seus reservatórios devido à falta de chuvas.

Em março a bandeira mudou para amarela, refletindo melhora com o aumento das chuvas no último verão.

A partir de abril passou a vigorar a bandeira verde e a cobrança extra foi suspensa. 

A eliminação da cobrança extra em abril e em maio, não significa que o sistema de bandeiras deixará de existir. Em 2015, os brasileiros pagaram um total de R$14,712 bilhões a mais nas contas de luz devido à cobrança da bandeira tarifária.

Esse sistema de cobrança não é um custo extra na conta de luz, é uma forma diferente de apresentar um valor que já está na conta de luz, mas que geralmente passa despercebido. A vantagem do uso desse sistema é que essas bandeiras sinalizam mês a mês o custo da geração de energia elétrica que será cobrado.

Publicidade

#Dicas de economia:

- banhos mais curtos, de até 5 minutos;

- diminuir o tempo de uso do ar condicionado e, ao usar, manter as portas e janelas fechadas;

- deixar a porta da geladeira aberta só o tempo necessário e não forrar as prateleiras;

- deixar espaço de ventilação atrás da geladeira e não usar o espaço para secar panos; 

- usar iluminação natural ou lâmpadas econômicas; 

 - juntar roupas para passar de uma só vez.