Um estudo realizado na Universidade do Minho, de Portugal, e publicado na revista internacional de economia Applied Economics concluiu que equipes esportivas vencedoras tendem a criar novas equipes e futuros campeões. Como base de estudo, o economista e autor Paulo Reis Mourão pegou no caso da região do Minho e em suas equipes e atletas individuais. De acordo com o economista, existe uma onda contagiante entre o sucesso das equipes esportivas e os praticantes dessas modalidades. Pegando no exemplo do ABC/UMinho, no handebol. A equipe está disputando a final do campeonato nacional de handebol e ainda a final da Taça Challenge, na #Europa.

A equipe de Braga tem um longo histórico de sucesso mas nos últimos anos construiu uma parceria com a faculdade da região. O handebol é a segunda modalidade mais praticada em Portugal, logo após o futebol, segundo uma pesquisa publicada pelo jornal Expresso.

Publicidade
Publicidade

E na região do Minho, são muitos os praticantes que experimentaram o handebol por influência do ABC. Como vêem o sucesso que esse time tem desde os anos 90, são muitas as crianças que ficam contagiadas com esses campeões e tentam seguir o mesmo caminho. No caso, também a equipe universitária de handebol do Minho é um sucesso. A equipa é múltiplas vezes campeã nacional no esporte universitário e também já ganhou campeonatos europeus e mundiais, nos últimos anos. Um caso de sucesso, especialmente quando Portugal está longe de ser uma potência no handebol internacional, estando afastada das grandes competições internacionais (Europeus, Mundiais e Olímpicos) há vários anos.

O futebol com o sucesso recente do Sporting de Braga, que vai repetir no próximo domingo a presença na final da Taça de Portugal (joga com o FC Porto), ou o hóquei sobre patins que teve como vencedor da Taça CERS o Óquei de Barcelos são outros exemplos de modalidades que estão crescendo na região e levando a "multiplicação de receitas e afirmação mundial". 

No estudo, fica notório o efeito 'bola de neve'.

Publicidade

O sucesso atual das principais equipes da região levará a um maior interesse pela modalidade e dentro de algum tempo, maior será o sucesso dessas equipes. Como é o caso do ABC, que já aproveita na sua equipe o trabalho de toda a sua formação do passado e tem vários atletas de Braga, que cresceram vendo o sucesso da equipe nos anos 90, como é o capitão de equipe Humberto Gomes, do Hugo Tavares da Rocha, do Fábio Vidrago e de jovens que estão se afirmando na equipe.

O exemplo está ainda nos casos individuais, como o tenista João Sousa, também da região do Minho. O tenista é o número 28 do ranking mundial e é o melhor classificado de sempre no tênis português. Também Rui Bragança, que foi campeão da Europa de taekwondo, nesta quinta-feira, e está qualificado para os Jogos Olímpicos do Rio. Rui Bragança é de Guimarães e estuda Medicina na Universidade do Minho, e é um dos casos de maior sucesso do esporte português, em parceria com um percurso acadêmico brilhante. Os dois atletas estão motivando a que outros jovens tentem também estas modalidades, que estão crescendo na região.

Publicidade

#Educação #Rio2016