A maioria dos brasileiros possui muitas dívidas e muitos nem fazem ideia de como isso pode ser prejudicial para o orçamento do lar. Por isso é fundamental que você organize uma lista com todas suas despesas, também é importante ter uma noção do quanto endividado você está e buscar recursos para tentar eliminar suas dívidas evitando que ela cresça ainda mais.

Outra dica é lembrar que não adianta ter um investimento que lhe garanta uma rentabilidade de 1% durante o mês, se você paga uma dívida com #Juros de 1% ao mês. De acordo com especialistas entrevistados pela revista Exame, a maioria sugere o Tesouro Selic que oferece as melhores taxas do mercado de ações. 

1. Tesouro Selic

Os investimentos podem ser realizados a partir de 40 reais, esse é o investimento preferido pela maioria dos consultores financeiros.

Publicidade
Publicidade

Para adquirir um Título de Tesouro é muito simples, além disso esse investimento apresenta maior rentabilidade que a poupança. Na prática o investidor empresta seu dinheiro ao governo, em troca você recebe por isso. A partir do momento da aplicação no Selic, o investidor já terá uma noção de como seu investimento será valorizado.

O sistema reembolsa o investidor de acordo com as variações nas taxas de juros. Atualmente uma taxa de juro Selic está em 14,25% ao ano. A possibilidade para o investidor ter prejuízo é pequena: “Mesmo que a dívida do Brasil supere os 170 bilhões, o governo terá condições para cumprir suas metas com qualquer instituição pública ou privada”, ressalta Marcia Dessen, planejadora financeira e co-autora do livro O Que Fazer com Meu Dinheiro.

2. Certificado de Depósito Bancário

Durante uma aplicação em CDB, você estará emprestando dinheiro para as instituições financeiras e receberá em troca o reembolso pelo empréstimo.

Publicidade

Os especialistas recomendam investir em CDBs pós-fixados ligados à taxa DI (CDI), nesse caso os investimentos valorizam-se a uma porcentagem próxima da taxa Selic: ''Ao aplicar um valor baixo no CDB, sua remuneração será baixa também. Para este tipo de investimento aconselha-se aplicar um valor superior a R$1000,00. Caso o contrário seus investimentos não alcançarão a remuneração do CDB melhor do que o Tesouro Selic'', conclui Amerson Magalhães, diretor da corretora Easynvest.

3. Fundos DI

Este tipo de investimento costuma ser administrado por investidores com poucos recursos financeiros que pretendem repassar a responsabilidade do investimento a cargo dos seus administradores. Em geral, a transação não possui um prazo para o vencimento, as aplicações em renda fixa costumam acompanhar as variações da taxa DI. Mas o investidor precisa estar atento as taxas de administração que podem chegar a um valor bem alto. Principalmente para aqueles que investiram pouco dinheiro no negócio.

Em geral, os fundos DI apresentam uma remuneração bem abaixo do que os investimentos do Tesouro Selic, mas apresentam uma liquidez diária.

Publicidade

Vale lembrar que com a recente mudança no regulamento para classificação dos fundos de investimentos estabelecida pela Anbima (Associação de Entidades do Mercado), os fundos DI pertencem agora as aplicações de renda fixa, ou seja, as taxas para administração costumam variar em torno de 1% a 5% ao ano, o que é considerado bastante alto para uma aplicação de baixo valor.

#Curiosidades #Finança