Um dado divulgado hoje (09), pela Serasa, aponta que as tentativas de fraudes nos quatro primeiros meses do ano caíram cerca de 11%. De acordo com economistas da Serasa, que foram responsáveis pelo estudo, a explicação para esta queda é a #Crise econômica que o país vem enfrentando. Nesta fase de economia baixa, menos pessoas estão buscando crédito no varejo, o que diminui a quantidade de possíveis vítimas dos fraudadores.

Uma pesquisa recente apontou que, no Brasil, em média 4 mil pessoas sofrem tentativas de fraude por dia. Na maioria das fraudes, são criminosos que usam documentos ou dados pessoais de outras pessoas para, assim, aplicar os mais diversos golpes, entre eles, obter crédito para compra.

Publicidade
Publicidade

No topo da lista de fraudes, o segmento de telefonia é o que mais sofre. De todas as tentativas de fraudes no mês de abril, 41,9% foi neste segmento. Criminosos se passam por outra pessoa para adquirir linhas pós-pagas ou, até mesmo, comprar aparelhos a crédito.

Mas o golpe no setor de telefonia é apenas o início da fraude. Isto porque os criminosos utilizam as contas de telefone para, assim, ter em mãos um comprovante de endereço válido, para que possam abrir contas em banco, fazer empréstimos no nome das vítimas, solicitar cartão de crédito e talões de cheque.  

Uma prática comum de estelionatários é solicitar o cartão de crédito por telefone ou pela internet, usando dados de terceiros. Com o cartão em mãos, os bandidos efetuam compras em lojas físicas e lojas virtuais, deixando o prejuízo para ambas as partes: a pessoa que teve o nome usado na fraude e o próprio lojista, que após o banco detectar a fraude, fará o estorno da compra efetuada no estabelecimento.

Publicidade

Há casos de bandidos que chegam a abrir empresas no nome das vítimas.

Algumas precauções são importantes para que você não se torne o próximo alvo:

Nunca perca de vista os seus documentos. Se estiver usando para abrir algum tipo de crediário em loja, acompanhe todos as movimentações deles. Ao usar seus documentos para fazer cópia, certifique-se de que foi feita apenas uma cópia dele. Ao fazer compras pela internet, muito cuidado com sites maliciosos. Certifique-se de que o site possui o protocolo de segurança, com a URL sempre iniciada com https. Nunca forneça dados pessoais ou número de cartão de crédito por telefone. Ao ser solicitado por telefone que forneça algum dado seu, nunca o informe por completo. No caso de CPF, informe apenas os 9 primeiros números e peça para que a pessoa do outro lado da linha confirme o restante.

Você tem mais alguma dica que possa compartilhar conosco? Deixe seu comentário logo abaixo. #Crime