Os comentários foram vistos com positividade pela comunidade das moedas digitais, e, na apreciação da cotação do Bitcoin, depois do Reino Unido ter anunciado que deixaria o bloco da União Europeia na semana passada, esse evento, para alguns especialistas do mercado, permite que moedas não-governamentais, como o #Bitcoin, sejam vistas como mais vantajosas, uma vez que o cenário atual para os mercados e moedas tradicionais seja revestido de incertezas.

Como resultado desses eventos, o presidente da GABI - Global Advisors Bitcoin Investment Fund - Russell Newton, escreveu em um email direcionado aos investidores, alertando-os para "se prepararem para a iminente morte do euro", e investidores do JPMorgan escreveram:

"Se, e quando, acontecer o desmembramento da região e da moeda, acredito que o Bitcoin vai preencher o vazio de incertezas que esse evento vai gerar.

Publicidade
Publicidade

A correlação inversa do Bitcoin à fraqueza dos atuais padrões das moedas ao redor do mundo tem sido visto, muitas vezes, e muito acentuadamente no decorrer da Brexit. "

Newton ainda afirmou que, o sistema financeiro tradicional é "ineficiente" e "excessivamente regulamentado", apontando para o sucesso de startups, como Facebook, e Amazon, como razões para ser otimista sobre uma nova plataforma de tecnologia que poderia perturbar os mercados financeiros.

Newton passou a prever que o preço do Bitcoin vai permanecer robusto em julho, e que o ether, a criptomoeda nativo da tecnologia Ethereum, provavelmente vai se tornar parte de um "ecossistema de soluções baseadas na blockchain", embora ele acredite que o Bitcoin tem ficado mais resiliente hoje.

No geral, Netwon falou amplamente sobre os benefícios de moedas digitais no contexto do sistema financeiro.

Publicidade

"O Bitcoin e a blockchain oferecem um futuro cheio de criatividade, funcionalidade e, de fato, nos possibilitam utilizar-los nos casos de uso que ainda não são possíveis de se aplicar", Newton continuou, concluindo:

"Eu acredito, que a saída do Reino Unido da UE irá invocar o sentimento, pelo menos por lá, de que quanto maior, estruturado, controlado e de gestão obrigatória um sistema é, menos adequado será o caminho a seguir, na política, na vida das pessoas, ou finanças."