Situado na costa cênica brasileira, a nordeste de Rio de Janeiro, a cidade portuária de Macaé já foi uma pacata aldeia de pescadores. Hoje, com o centro da crescente indústria de petróleo off-shore do Brasil, é uma das cidades mais ricas do país, mas que luta para manter o crescimento constante e exponencial. "Estamos em uma nova era da indústria do petróleo no Brasil", disse o prefeito de Macaé Dr. Aluízio dos Santos Jr  em uma entrevista.

"Oitenta e quatro por cento do petróleo produzido no Brasil, assim como a maioria do gás, está relacionado de alguma forma com Macaé. Portanto, é extremamente importante que trabalhemos juntos para reformar a infra-estrutura e desafios logísticos que têm um impacto direto na capacidade da Macaé em manter-se como uma cidade que é atraente para as empresas e  oferecer aos nossos habitantes uma boa qualidade de vida.", acrescentou o prefeito.

Publicidade
Publicidade

A população de Macaé  mais do que dobrou na última década para cerca de 250.000, e sua economia cresceu cerca de 600% no mesmo período. A cidade também vê um fluxo diário de 50.000 pessoas que trabalham nas várias empresas da indústria do petróleo que têm aqui escritórios. Estes incluem a companhia nacional de petróleo da Petrobras, que tem um dos grandes portfólios de operações em Macaé, bem como vários empreiteiros de perfuração off-shore internacionais, incluindo Ensco e Diamond Off-shore, e uma infinidade de empresas de serviços. 

Os líderes da cidade estão envolvidos e relacionados com organizações do petróleo, incluindo CID, que o Dr. Aluízio chama de um "esforço sinérgico" para desenvolver a infra-estrutura, com projetos de milhões de dólares, quer em curso ou em fase de planejamento para melhorar estradas, aeroporto, saneamento, segurança, hospitais e estabelecimentos de ensino.

Publicidade

Melhorias para BR101 estão previstas para serem concluídas em 2017. Os planos para uma novo porto dedicado aos veículos de apoio off-shore, iniciados há 3 anos e meio, foram apenas aprovados, e as discussões e audiências públicas sobre o licenciamento ambiental estão em andamento. O porto, se construído, será uma nova instalação separada do existente. Com um orçamento de US $ 1 bilhão, dos quais um terço vem de royalties de petróleo e gás, a cidade já lançou enormes projetos de obras públicas, tais como novas instalações de tratamento de esgoto. "No início de 2013, o envelhecido sistema de saneamento da cidade não tinha estações de tratamento", disse o Dr. Aluízio. "Hoje temos concluído 20% do nosso plano mestre, e em abril estaremos em 40%."

Em junho, a capacidade de emergência e cuidados de maternidade no hospital público da cidade será duplicada, e dois hospitais privados estão em construção, com conclusão prevista para meados de 2016. Outra prioridade é a educação, com foco no reforço da engenharia e programas médicos em três universidades da região.

Publicidade

A cidade também está investindo em um centro tecnológico abrangente que irá fornecer educação, formação e desenvolvimento de competências, bem como servir como um centro de informações para a indústria. A construção da nova unidade vai começar este ano, com conclusão prevista para 2016. "Nós sentimos que este é importante para demonstrar que queremos manter a indústria de petróleo aqui", disse o Dr. Aluízio.

Um projeto que só recentemente começou uma reforma multimilionária de sistema de drenagem da cidade para aliviar os efeitos da inundação periódica que ocorre em Macaé, que está situado abaixo do nível do mar. "Os líderes da cidade e representantes da indústria estão colaborando sobre as melhores formas de minimizar o impacto que está previsto para ocorrer durante este grande projeto de construção", acrescentou o prefeito. "Macaé precisa da indústria do petróleo, tanto quanto a indústria do petróleo precisa de Macaé. Precisamos do conhecimento e experiência das empresas que estão aqui agora para ajudar a colocar estas reformas no lugar, de modo a satisfazer as suas necessidades e também atrair novas empresas." #Negócios #Trabalho