Agora você já pode consultar seu CPF para saber se o seu nome está "sujo" ou não. Com a #Crise que assola o país é grande o número de brasileiros que não estão dando conta de cumprirem seus compromissos financeiros e agora estão em dúvida se tiveram o CPF cadastrado na lista dos maus pagadores.

O "SERASA Consumidor" está disponibilizando uma ferramenta para que qualquer brasileiro possa verificar online a sua situação. A empresa também está lançando o aplicativo para Android, assim é possível realizar a consulta também pelo smartphone. Antes, para consultar o CPF, era preciso ir pessoalmente a uma das agências da empresa.

Publicidade
Publicidade

O cidadão "negativado", ou como é popularmente conhecido, que está com o "nome sujo", acaba indo para a lista de proteção ao crédito e assim não consegue mais realizar compras parceladas. Somente após o pagamento da dívida, ou pelo menos a negociação, é que ele tem o seu "nome limpo" e então pode voltar a comprar parcelado.

Para você consultar seu CPF gratuitamente pela internet, o primeiro passo é acessar o site da "SERASA Consumidor" e efetuar o cadastro. Somente assim é possível realizar a consulta online sem precisar pagar nada por isto. O cadastro realmente é mais demorado e pede uma série de informações e confirmações, mas isto se faz necessário para que a empresa certifique-se de que não será outra pessoa que esteja solicitando informações a seus respeito.

Durante o processo de cadastro será enviado uma mensagem para seu e-mail, com um link, para você clicar e ir para a uma página onde deverá informar o seu celular, para que lhe seja enviado um código e com estes dados você conseguirá concluir o cadastro no sistema.

Publicidade

Muita gente acha o processo cansativo e dizem que é desnecessário tamanha cautela, mas realmente é importante que a "SERASA Consumidor" haja desta forma, pois são dados sigilosos e como tal exigem total precaução.

Lembre-se que o nome de uma pessoa só pode ser inclusa no SPC após esta ser devidamente comunicada por escrito, sendo informada sobre a dívida e que por isto tal procedimento será necessário. Ao ser comunicado, o consumidor tem até 10 dias para regularizar sua situação junto aos credores. #Dicas #Crise econômica