Uma alternativa de trabalho muito boa para quem reside na cidade de #Belém, capital do Pará, é trabalhar como feirante no Porto da Palha. Todos os dias há muita circulação de pessoas vendendo todos os tipos de frutas, legumes, verduras e até mesmo animais de criação caseira naquele espaço, no setor ribeirinho.

E período de crise, muitas pessoas da daquela localidade estão buscando meios alternativos para aumentar a renda, até mesmo fazer desse tipo de negócio a principal fonte de dinheiro. A parte de boa de comprar nesse local, é que os preços são muitos mais em conta, porque não há necessidade de usar intermediários, devido os produtos serem de fabricação própria, não usarem agrotóxicos ou qualquer tipo de aditivo hormonal nos animais.

Publicidade
Publicidade

A vida dos ribeirinhos sempre foi bem simples, mas ao mesmo tempo bem destacável devido as suas características populacionais. Eles se destacam por ter casebres nas beiras do seus rios e são bem disseminados em seus conjuntos próprios de ilhas. E para eles praticamente não a crise, porque quase tudo que  consomem, eles mesmos produzem.

Pegando carona nessa pequena redoma econômica, outros negócios e profissões surgiram naquela localidade como motoristas, donos de bares e guias turísticos. Fazendo o dinheiro girar por ali mesmo na região, em uma espécie de retro-alimentação de capital, todos os comerciantes estão muito satisfeitos com o que fazem para sobreviver. 

Esse estilo de vida extremamente simples, porém eficaz, tem despertado o interesse de pesquisadores e levado muitas pessoas, digamos assim, do perímetro urbano, adotar também esse meio de vida e sustentabilidade.

Publicidade

A fonte principal de arrecadação de Belém no momento é através do comércio, atividades turísticas, empresas de metalurgia, madeireiras e da pesca. O município recebe todo ano muitos turistas, principalmente os estrangeiros, que visitam muitas áreas históricas da localidade.

O bairro de Condor têm atualmente quarenta e dois mil setecentos e cinquenta e oito habitantes e é o décimo primeiro bairro mais populoso de Belém. #Empregos