Na tarde dessa segunda-feira (15), funcionários da empresa Mercedes-Benz, da unidade de São Bernardo do Campo (SP), começaram a receber comunicados por meio de Telegramas. O comunicado informa sobre as várias tentativas da empresa em manter o quadro de funcionários e o programa de demissão voluntária implantado alguns meses atrás, porém, finaliza com a informação do desligamento do funcionário e pede o seu comparecimento na empresa na empresa em data estipulada.

Sindicato convoca os 8 mil funcionários

Nos Telegramas demissionais, que alguns funcionários começaram a receber, consta que o desligamento será efetivado no dia 05/09/2016.

Publicidade
Publicidade

A montadora alemã havia comunicado, em reuniões, assembleias e divulgado amplamente nas mídias, que possui, em seu quadro de funcionários, cerca de 1.800 pessoas excedentes, ou seja, "sobrando". De acordo com a Mercedes-Bens, a atual crise do país colaborou para que a empresa optasse pela demissão e diminuição de sua mão-de-obra.

Nas cartas não há informações do número de funcionários que serão desligados da Mercedes-Benz, apenas a convocação para que se apresentem na empresa no dia 24/08 (quarta-feira)

O sindicato dos Metalúrgicos do ABC, por meio de sua diretoria, convocou todos os funcionários da unidade para uma assembleia, programada para o dia 17/08 (quarta-feira), na parte da manhã. O local do encontro será em São Bernardo do Campo, na sede.

Angelo Maximo de Oliveira Pinto (mais conhecido como Max), que é o Coordenador e representante do Comitê Sindical  da empresa, solicitou o comparecimento de todos ao encontro (cerca de 8 mil colaboradores) e enfatiza que a união será fundamental.

Publicidade

De acordo com ele, a empresa Mercedes-Benz, está agindo de forma intolerante e inflexível, sendo necessário negociar e buscar alternativas que possam reverter tal decisão com o apoio do sindicato que os representa.

Funcionários revoltados

Segundo relatos de alguns funcionários feitos ao site ABCDMAIOR, muitos colegas de fábrica, após receberem a licença remunerada automática (sem opção de escolha), decidiram viajar com a família e, infelizmente, receberam a má notícia por meio de mensagens (celular e e-mail). Eles ainda falam sobre a revolta que sentem, após dedicarem-se por tantos anos à empresa e, agora, não passarem de apenas um número para a montadora alemã.

Por meio de nota, a Mercedes-Benz esclarece que a estabilidade de seus funcionários vai até 31/08 e que, após essa data, todas as pessoas que receberam o comunicado demissional, serão desligadas da empresa. #Brasil #Desemprego #Crise econômica