Você já pesou em se tornar parte de uma grande empresa, como a #Petrobras, Itaú ou até mesmo a Ambev? Muitos acham que para fazer parte de empresas assim é preciso está trabalhando nelas ou ter muito dinheiro para poder está se associando. Porém o que poucos sabem é que, investindo em suas ações, você poderá ser sócios de empresas como estas citadas.

Exemplificando, ação é a menor divisão do capital de uma determinada empresa, ou seja, é uma pequena parte dela. Por isso que ao investir na ação de certa empresa você acaba se tornando sócio dela de forma automática.

Quais são os tipos de ação existentes?

Temos a ação ordinária.

Publicidade
Publicidade

Quando a empresa realiza suas assembleias, o titular detêm do direito ao voto.

Existe também a ação preferencial, que nas assembleias, o titular não tem direito ao voto. Porém este recebe uma preferência nos dividendos da empresa, recebendo valores maiores do que os que investem em ação ordinária.

Vale ressaltar que ações preferenciais tem uma facilidade maior em suas compras e vendas.

Noções básicas sobre como investir nas ações

Parece complicado, mas não é. Você verá que é muito simples ser um sócio de alguma empresa através das ações.

Primeiro de tudo você deve entender onde são realizadas e negociadas todas ações. No caso do Brasil a Bovespa, Bolsa de Valores de São Paulo, faz todas essas negociações.

Tais negociações devem ser feitas através de corretores, que são certificadas pela CVM, Comissão de Valores Mobiliários.

Publicidade

Acessando o site cvm.gov.br você terá acesso a todas corretoras que estão habilitadas a trabalharem por você.

Então seus primeiros passos para entrar neste mercado é acessando o site da CVM (link citado a cima) e escolher alguma corretora que mais se adapta a você. Após realizar a escolha, faça seu cadastro na corretora informando todos dados solicitados (não se preocupe em fornecer os dados que são pedidos, você estará seguro caso a corretora seja credenciada pela CVM).

Lembre-se de escolher a melhor que se adapta com você, veja suas taxas, quantidade mínima para abrir uma conta e se possui uma ótima qualidade de atendimento.

Feito isso, a corretora irá abir uma conta particular com seus dados na Bolsa de valores, fazendo com que você se torne um investidor apto para está investindo nas ações desejáveis.

Comprando ações

Após o cadastro feito na sua corretora de preferência basta realizar a compra das ações para estarem fazendo as negociações de compras e vendas.

Veja as maneiras que você pode está optando na compra de uma ação:

1 - Fundo de Investimento

Aqui, as compras de ações são geridas por algum gestor da CVM.

Publicidade

Todo fundo tem suas próprias regras, o que chamamos de estatuto próprio.

2 - Clube de Investimento

O clube possui mais liberdade para trabalhar com a bolsa de valores, fazendo com que você monte um grupo de pessoas que possa está investindo junto com você. Basta escolher alguma pessoa que represente o grupo e começar seus investimentos.

3 - Individualmente

Aqui está o tipo de ação mais utilizado por todos. Sua liberdade com as ações são totais. Tanto como seus lucros e prejuízos são por sua própria responsabilidade.

Aqui está a importância para escolher uma corretora de excelência, pois seus analistas podem está lhe ajudando em quais ações escolher, através de uma boa análise no mercado.

Existe um valor mínimo para investir na bolsa de valores?

Você pode começar com a quantia que desejar, dependendo da corretora de escolher. Porém, com quanto menos investir, menor será seu lucro e maior será seu tempo para ganhar um bom dinheiro.

E é por isso que muitos especialistas indicam o fundo e o clube de investimento para pessoas que não tem muito dinheiro para começar. Nestes dois tipos de investimento, você poderá começar com apenas R$ 1.000,00.

Portanto, na escolha de sua corretora, preste atenção nas taxas de corretagens para que não saia um serviço que você não poderá futuramente. #Negócios #Direto