De acordo com o Dieese - Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos - em agosto, o trabalhador brasileiro deveria receber um #Salário mínimo no valor de R$ 3.991,40 que é quase cinco vezes maior que o atual. O salário mínimo no Brasil, atualmente, é de R$ 880,00. Em 2017, teremos aumento, mas ninguém precisa sonhar alto porque o novo mínimo será de R$ 945,80.

Todo mês, o Dieese divulga uma tabela mostrando qual deveria ser o valor do salário mínimo para que o trabalhador brasileiro pudesse ter, pelo menos, as suas necessidades básicas atendidas e, em agosto, para que o cidadão pudesse garantir sua alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, entre outros gastos básicos, o valor deveria ser de quase R$ 4 mil, mostrando que o atual salário no Brasil não dá nem para o básico.

Publicidade
Publicidade

O Dieese leva em consideração, na hora de calcular o valor do salário mínimo, o valor da cesta básica e, com as últimas altas que tivemos, o salário mínimo deveria ser bem mais do que é pago atualmente. Por mais que o trabalhador brasileiro seja controlado e tente gastar dentro dos seus limites, fica quase que impossível viver com uma renda assim. E assim vamos entendendo porque crescem os números das dívidas, das inadimplências e os brasileiros estão cada vez mais apertados financeiramente.

O Governo Federal está querendo um salário mínimo para 2017 no valor de R$ 945,80, ou seja, o trabalhador brasileiro receberá R$ 65,80 a mais em seu salário. O novo valor já estaria valendo a partir do dia 1º de janeiro e seria pago em fevereiro. Apesar do aumento, está bem longe do salário mostrado pelo Dieese como sendo o ideal.

Publicidade

A intenção do Governo é oferecer uma correção de 7,47% que só cobriria a inflação no período, não aumentando em nada a remuneração do trabalhador brasileiro. Por isso, é errado dizermos que, em 2017, o salário mínimo terá um aumento, porque na verdade ele será apenas corrigido e, mesmo assim, continuará distante de atender as necessidades básicas de uma família.

Seria preciso que, além do reajuste, o salário mínimo recebe acréscimos referentes a ganhos reais, só assim o trabalhador, de fato, conseguiria ter uma melhor qualidade de vida. #Economia #Empregos