O ramo de exploração de combustíveis fósseis em regime offshore é um mercado que muitas pessoas almejam devido a uma gama de fatores, tal como bons salários, tempo de folga diferenciado das demais ocupações e por admitir praticamente todos os tipos de profissionais.

Mas para conseguir entrar e ser bem sucedido nessa indústria, o aspirante a petroleiro deve ser bem metódico e bem lúcido em seu objetivo, pois não é tão fácil assim. Antes de explicar o que você deve fazer para ingressar e decidir qual carreira seguir nesse ramo, vamos entender um pouco as fases da produção do "Ouro Negro", que aliás, são 3 fazes: perfuração, completação e produção.

Publicidade
Publicidade

Perfuração

Como o próprio no me diz, é o estágio em que se deve perfurar  a superfície marinha, que já foi analisado previamente por navios  de sondagem. 

Completação

É a etapa onde o poço é preparado ou não, para receber futuramente os equipamentos de produção. É na completação é que temos o volume do poço em metros cúbicos e se o custo da sua operação irá se pagar. Se tudo estiver nos parâmetros nessa etapa, vamos para o próximo estágio.

Produção

Com sucesso nas etapas anteriores, a produção é a operação de acoplagem de equipamentos que transportarão o petróleo até os queimadores da unidades semi-submersíveis, que depois são levados através de dutos para navios de estocagem, denominados de FPSO, para finalmente ser transportado para refinarias em terra para se transformar nas matérias primas que usamos no dia a dia.

Publicidade

Toda essa operação, requer profissionais qualificados e capacitados em todos os segmentos: engenheiros, técnicos e profissionais são fundamentais para o funcionamento e sucesso completo da atividade.

Mas para embarcar, você deve fazer cursos obrigatórios como Curso Básico de Segurança em Plataforma (CBSP),  Treinamento em Segurança em Queda de Aeronave ( HEUT) e curso técnico/profissionalizante na sua área de atuação. Como muitos petrolíferas que estão no Brasil são estrangeiras, o curso inglês é quase que mandatório, já que os estrangeiros o tem como língua de intercâmbio oficial, independente da nação.

Não tenho experiência, como ingressar nesse mercado?

Em primeiro lugar, enquanto você estiver fazendo o curso de engenharia ou técnico, tente fazer estágio ou trabalhar de auxiliar na área que você quer atuar. Lembrando que a instituição de ensino ter que ser reconhecida pelo MEC. Logo depois, continue trabalhando em terra por pelo menos 1 ano, para adquiri experiência e mostrar perícia e credibilidade na eventual entrevista para algum cargo #Offshore.

Publicidade

Lembrando que algumas empresas pagam os cursos de embarque. Outras exigem que você o tenha por conta própria e atualizado.

Quais estados são produtores de petróleo?

Na ordem do maior produtor para o menor: Rio de Janeiro, Espirito Santo, Rio Grande do Norte, Bahia, Sergipe, Amazonas, Ceará e Paraná.

Como você pode perceber, trabalhar embarcado é possível, mas também não tão fácil assim. Basta ter objetividade que seus objetivos irão se concretizar. #Emprego