Recentemente, a CareerCast avançou com uma lista das dez #carreiras que podem vir a desaparecer até 2022, por conta dos avanços tecnológicos. A lista se baseou no estudo realizado pelo U.S. Bureau of Labor Statistics (BLS), e inclui as carreiras de carteiro, agricultor, leitor de medidor, repórter de jornal, agente de viagens, lenhador, comissário de bordo, operador de furadeira, atendente de impressão e inspetor tributário.

Por motivos de segurança, praticidade e por ser praticamente instantâneo, o uso de e-mail e/ou pagamentos online criou um declínio acentuado na quantidade de remessas enviada pelos correios, diminuindo dessa forma as atividades dos carteiros.

Publicidade
Publicidade

Desse modo, esta profissão estará condenada à extinção, segundo os dados do BLS. 

Em seguida na lista surge o agricultor, uma profissão milenar. Ainda que a conceituada agência supracitada aponte a profissão do agricultor na lista de condenados a desaparecer, dificilmente isto acontecerá. Pois, mesmo com todo o avanço tecnológico, o pequeno agricultor é sinônimo de tradição e importante meio de recurso para a agricultura familiar. Os avanços tecnológicos em máquinas contribuem para a diminuição da oferta da mão de obra humana no setor agropecuário. Entretanto, todo esses avanços não serão suficiente para extinguir esta conceituada profissão.  

A função do profissional de leitor de medidor é a de estimar o consumo num período de tempo para se fazer o cálculo do gasto de água/luz. Com o avanço tecnológico, esta categoria pode realmente ficar obsoleta.

Publicidade

Os medidores antigos vêm sendo substituídos por medidores eletrônicos, com tecnologia moderna capaz de monitorar em tempo real o consumo de seus clientes. Desta forma, não haverá a necessidade de se fazer a leitura manual.

O atual cenário para os repórteres de jornal não é dos melhores, diante do estrondoso crescimento das mídias online e da migração dos leitores do papel para esse nova maneira de obter informações.  Desse modo, os repórteres de jornal mergulham num declínio profundo, cabendo aos mesmos acompanhar, se auto promoverem e se adaptarem ao maravilhoso mundo das informações online.

No pretérito, pessoas buscavam auxílio do agente de viagens no sentido de planejar férias e passeios. No entanto, com a tecnologia dando acesso a vários tipos de portais de turismo, serviços, variedades de preços e locais, a função do agente de viagens é mais uma carreira da lista destinada a desaparecer. 

O uso sustentável dos mecanismos digitais vem proporcionando a redução do profissional de lenhador.

Publicidade

 Sendo assim, a era digital é imperativa para a contribuição da preservação da natureza e, consequentemente, para a redução e o fim da profissão de lenhador.

comissário de bordo é a pessoa que garante um ambiente de tranquilidade, conforto e segurança para os passageiros, mas é facilmente substituível. Segundo a U.S Bureau of Labor “algumas companhias aéreas já adotaram somente a exibição de vídeos para instruções de segurança de voo, diminuindo a quantidade de comissários de bordo”. 

Já o operador de furadeira é ameaçado pela inovação das máquinas. Atualmente, o mercado já conta com novos tipos de maquinários que certamente representam ganho de tempo e agilidade no tocante ao desempenho da função. Sendo assim, é indiscutível a redução de ofertas de emprego para este setor.

Para o atendente de impressão,  as mudanças de comportamento em relação ao meio ambiente se tornaram num dos fatores inerentes à redução considerável deste profissional no mercado de trabalho. Isto, sem esquecer a ascensão do digital que, por sua vez, favorece diversas maneiras de armazenamento de documentos em dispositivos como pen drive, e-mails, nuvem, etc.  

Para racionalizar contratações, empresas de segmentos financeiros vêm implantando ferramentas inteligentes que usam softwares capazes de desempenhar funções que antes apenas seriam desempenhadas pelos agentes inspetores tributários. #Empregos