Economizou ao longo do ano para aproveitar as ofertas da Black Friday que acontece nesta próxima sexta-feira, dia 25? Então tome muito cuidado para não cair em um golpe. O perigo vai muito além de comprar algo pela “metade do dobro”. O prejuízo é muito maior. Inúmeras publicações patrocinadas no Facebook direcionam o consumidor para lojas falsas. Os golpistas se fazem passar por grandes redes, como Walmart, Americanas, Submarino, entre outras, com ofertas muito tentadoras.

Ao clicar no link, o consumidor é direcionado para um site, que possui layout absolutamente idêntico ao da loja original. Ao pagar a compra, seja com boleto bancário ou cartão de crédito ou débito, o consumidor nunca receberá o produto.

Publicidade
Publicidade

Em alguns casos, além de não entregar a mercadoria, os golpistas ainda coletam uma série de outras informações, como número de cartão de crédito e o respectivo código de segurança, o que pode aumentar e muito o prejuízo.

Outra variante do golpe são as ofertas que os consumidores recebem por e-mail, SMS ou por whatsapp. Para evitar cair nos golpes, o consumidor deve ficar atento a uma série de detalhes. Os sites falsificados, apesar de possuir layout idêntico ao original, em geral apresentam endereço de url que nada tem a ver com o original. Em alguns casos, apenas inserem o nome do varejista em meio a uma verdadeira sopa de letras, código e números. E há ainda aqueles que apenas substituem uma das letras do nome do varejista.

Desconfie de promoções muito vantajosas. Um dos anúncios falsos publicados nesta segunda-feira trazia aparelho de uma Smart TV de 32 polegadas a menos de R$ 600.

Publicidade

Outro anúncio oferecia uma TV Led de 55 polegadas, de última geração, por pouco mais de R$ 1.700. Ao entrar na loja real do varejista, a mesma TV estava sendo oferecida, em oferta, por mais de R$ 4.500.

Algumas redes realmente costumam enviar ofertas diferenciadas para alguns clientes que não constam em suas páginas oficiais. Neste caso, antes de efetuar a compra, vale a pena entrar em contato com o atendimento ao cliente e confirmar a oferta antes de efetuar a compra.

Evite clicar em links, principalmente os recebidos de desconhecidos ou mesmo enviados inocentemente por seus amigos via redes sociais ou e-mail. Eles podem ser maliciosos, criados para baixar malware em seu dispositivo ou para direcioná-lo a páginas de phishing que coletam dados do usuário.

Sempre instale softwares de segurança e os mantenha atualizados. Para realizar compras pela internet é imprescindível que seu computador, smartphone ou tablet esteja protegido por um antivírus. #Economia #Blasting News Brasil