A Black Friday começou no Brasil em 2010 de forma tímida e, de certa forma, causando desconfiança nos consumidores. Com o passar dos anos, a data segmentou-se como uma grande oportunidade graças aos descontos oferecidos e pela entrada de grandes empresas do nosso varejo.

Em 2016, a Black Friday tornou-se uma importante ferramenta de comunicação e de marketing para as lojas dos mais diversos segmentos. Pode-se afirmar que hoje é possível encontrar qualquer produto sendo oferecido.

Como a Black Friday é uma ação independente, fica impossível controlar as empresas que participam dela. Assim, o consumidor precisa tomar alguns simples cuidados para comprar com segurança.

Publicidade
Publicidade

Não existe milagre

Desconfie sempre das ofertas com descontos acima da média. Ninguém faz milagres. Os produtos têm preços médios e se eles são oferecidos com valores muito abaixo da média, de imediato se informe em relação ao vendedor.

Comércio eletrônico

Atualize o seu sistema

Mantenha a segurança do seu computador sempre em dia, atualizando-a com frequência. Só esta simples atitude já diminui drasticamente o risco de vulnerabilidade do seu equipamento. Lembre-se que em datas como Black Friday, Natal, Dia das Mães e dos Namorados a incidência de ataques de hackers aumenta.

Apenas sites confiáveis

Procure consumir nos sites mais conhecidos e de confiança. Mesmo que você ainda não tenha consumido num destes sites, informe-se com algum consumidor como foi a compra. Consulte no próprio site na “opinião do comprador”.

Publicidade

O Procon divulgou recentemente a lista de sites a serem evitados.

Verifique sempre os hyperlinks para ter certeza da legitimidade da URL do site. Para fazer isto é simples: passe seu cursor sobre o link antes de clicar nele e veja se ele é o mesmo que afirma ser.

Características comuns dos e-mails falsos de ofertas são a inclusão de um endereço diferente característico da empresa, normalmente eles são mal formatados apresentando imagens, logomarcas e layouts diferentes dos utilizados nos sites das empresas, além de poderem conter erros gramaticais.

Outra tática utilizada é informar que aquela oferta é urgente e que se encerra em poucos minutos. Tome muito cuidado e não se afobe e nunca compre nada antes de pesquisar a origem.

Só compre em sites formas de pagamento criptografadas.

Conecte-se apenas em redes seguras. No ato da compra, e principalmente ao incluir seus dados pessoais, evite usar um Wi-Fi público.

Siga estas dicas e aproveite as ofertas da Black Friday e faça excelentes negócios. #BlackFriday #ComércioEletronico #Varejo