O comércio enfrentou um dos piores anos e agora com a chegada do 13º salário e o natal, empresários de todos os ramos esperam um aumento nas vendas, só que aí surge a "Black Friday", onde as lojas deveriam promover uma mega liquidação, mas não é isso que poderá acontecer. Os órgãos de defesa do consumir alertam os consumidores, pois eles poderão encontrar é uma "Black Fraude".

A Black Fraude pode acontecer de várias formas, por exemplo, a loja coloca vários cartazes anunciando promoções, espalha balões por toda a loja, coloca uma música para animar o ambiente, só que os preços continuam os mesmos, apesar dos cartazes anunciarem que está tudo em promoção.

Publicidade
Publicidade

Outra forma de promover a Black Fraude é aumentar os preços das mercadorias alguns dias com antecedência e nesta sexta-feira (25) a loja baixa os preços e anuncia as promoções, só que na verdade, está vendendo pelo mesmo preço de antes.

Sites de reclamações na internet estão recebendo muitas mensagens sobre a falsa Black Friday. A maquiagem de preços continua acontecendo e ainda mais agora em que os lojistas passaram um ano de muita crise.

Para você não ser vítima de uma Black Fraude e economizar de verdade a dica é só comprar depois de pesquisar. Se você entrou em um a loja, ou acessou um site e se deparou com um produto que deseja comprar, que está com desconto, anote o preço e pesquise em outras lojas para saber se realmente o preço está compensando ou se estão tentando te enganar.

Em São Paulo, tem uma equipe do Procon monitorando vários produtos desde o mês de setembro e estão prontos para denunciar as empresas que tentarem enganar os consumidores.

Publicidade

Na lista há eletroeletrônicos, smartphones, eletrodomésticos, entre outros produtos. Acontece que em muitas cidades por todo o Brasil não está sendo realizado esse trabalho, então cabe ao próprio consumidor encarregar-se de fiscalizar as promoções e distinguir o que é verdade ou não.

Como o consumidor brasileiro tem encontrado dificuldade para comprar vários itens, devido à crise, vai aproveitar a #Black Friday para tentar adquirir um ou mais bens. As empresas, tendo um ano difícil, poderão não dar bons descontos para conseguir faturar mais, visto que o final de ano e 2017 serão bem difíceis, então fique muito atento na hora da compra, seja em lojas físicas ou pela internet. #Dinheiro #Economia