Com o anúncio de uma possível reforma na Previdência Social, uma grande discussão tomou a internet nos últimos dias: afinal, vale a pena contribuir com o Seguro Nacional ou criar uma previdência privada por conta própria? Entenda as diferenças e vantagens desses dois modelos.

INSS (Instituto Nacional do Seguro Social)

Basicamente, a previdência é um seguro público, e obrigatório no caso de trabalho com carteira assinada e por parte do patrão. Uma porcentagem do seu salário é poupada, garantindo algum dinheiro, caso ocorra algum problema que impeça a pessoa de trabalhar (doença, acidente, maternidade, etc) ou ela queira se aposentar.

Publicidade
Publicidade

A porcentagem retirada é de acordo com os ganhos do empregador ou empregado, variando entre 8 e 11% (trabalhadores autônomos contribuem com 20% de tudo o que ganham, pois, teoricamente também arcam com a parte que seria dos seus empregadores).

Entretanto, o valor que será garantido futuramente poderá ser menor do que o recebido atualmente, além de que você terá que contribuir em um certo período para poder usufruir do benefício.

Previdência Privada

É um investimento a longo prazo, feito em bancos ou seguradoras, onde um gestor financeiro irá aplicar seu dinheiro em ações, títulos públicos e fundos imobiliários. Também há a possibilidade de rejeitar o gestor e investir por conta própria, caso tenha experiência, conhecimento e tempo. Cada plano tem um prazo, que seria a idade em que você pode começar a retirar o dinheiro.

Publicidade

Você também poderá escolher quanto e quando poderá investir, e a quantia recebida posteriormente será equivalente. Caso você cancele o plano, poderá receber seu dinheiro de volta.

Os gestores não podem dar com clareza o quanto você irá receber, apenas podem dar uma projeção futurística com base nos investimentos, além disso, é necessária uma taxa para entrada (ao fazer o contrato) e a cada saque do dinheiro.

Uma última alternativa seria a junção das duas previdências, assim, ao se aposentar, poderá ter um valor bem maior que usando uma dessas separadamente. #INSS #Economia #aposentadoria