O cartão de crédito pode ser um amigo ou um vilão, tudo depende de como você o utilizará no dia a dia. A vantagem principal deste tipo de serviço, é a facilidade em comprar os produtos almejados. Ou seja, com ele, é possível comprar qualquer produtos em lojas físicas e lojas online com apenas alguns cliques.

Além disso, se o #Cartão de Crédito for internacional, as vantagens são ainda maiores, pois, será possível adquirir produtos em lojas de outros países. Sem contar que, alguns tipos de cartão de crédito, oferecem pontos de fidelidade que, podem ser trocados por outros produtos ou, utilizados em descontos na aquisição de determinados serviços.

Publicidade
Publicidade

Além disso, um das principais vantagens do cartão de crédito, é a possibilidade de comprar mesmo sem ter #Dinheiro vivo, e também, há a disponibilidade de dividir as compras em até 24 meses.

Apesar do cartão ter lados positivos, ainda assim, ele pode se tornar um vilão. Isso porque, a principal causa de endividamento hoje em dia, é justamente o cartão de crédito. Para que este tipo de problema não ocorra, é necessário cautela, confira algumas dicas para que você possa utilizar o cartão com sabedoria e prudência.

Quais as recomendações?

Limite: estabeleça um limite para o seu cartão. Ter um cartão de crédito ilimitado é algo perigoso, pois nunca se sabe quando as tentações capitalistas aparecerão na nossa frente. Além disso, o limite é fundamental pois, não se pode gastar mais do que se ganha.

Publicidade

Anuidade: basicamente todos os grandes bancos cobram anuidade dos clientes. Por isso, migre para operadoras que oferecem cartões sem anuidade.

Planejamento: planeje o que você irá comprar, e dessa forma, não compra nada além do que veementemente você necessita.

Anote tudo: ante tudo o que você comprou, para que, no dia de efetuar o pagamento da fatura, você não tenha surpresas desagradáveis.

Não compre por impulso: comprar por impulso é um erro, portanto, avalie a necessidade, e mesmo se um determinado produto estiver em promoção, reflita se verdadeiramente você necessita desta mercadoria ou não. #Economia