As quentes do dia

Começa nesta-feira (17) o Fórum Econômico Mundial, na Suíça. O Brasil será representado pelos ministros Henrique Meirelles (Fazenda), Marcos Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços) e Fernando Coelho Filho (Minas e Energia). Ilan Goldfajn, do BC, Roberto Jaguaribe, da Apex, e Rodrigo Janot, da Procuradoria Geral da República, também vão participar do evento.

As importações na indústria devem voltar a subir com a queda do dólar. Um movimento de nacionalização da produção de peças, que tomou fôlego no ano passado, já está esfriando novamente.

A Rolls-Royce vai pagar US$ 26 milhões à Petrobras. A quantia faz parte de um acordo fechado com a estatal e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos em processo de investigações sobre pagamento de propina.

Publicidade
Publicidade

A Moody’s deve melhorar a nota da Petrobras neste ano. A agência é a mais pessimista em relação à estatal, mas já aumentou o rating da empresa em outubro e deve fazer isto novamente em 2017, segundo o jornal Valor Econômico.

O Casino superou a meta de lucro de 2016, que já era considerada ambiciosa. A empresa ainda não divulgou o balanço fechado, mas adiantou que lucrou mais do que os 500 milhões de euros planejados para o ano passado.

A Bolsa de Tóquio fechou em queda, ampliando as perdas da sessão passada. O Nikkei caiu 1,48%, a 18.813,53 pontos. A Bolsa da China teve leve alta de 0,17%, a 3.108,77 pontos, e a de Hong Kong subiu 0,54%, a 22.840,97 pontos.

Política e mundo

Em Davos, Meirelles minimiza FMI e vê alta do PIB no 1º trimestre. O ministro da Fazenda disse que apesar da recessão de 2016, indicadores já mostram claramente que o Brasil está entrando em rota de recuperação.

Publicidade

O FMI havia reduzido a projeção de crescimento do Brasil a 0,2% em 2017.

Temer admite preocupação com instabilidade no país se mandato for cassado pelo TSE. Na eventualidade de Temer perder o mandato em uma decisão da Justiça eleitoral este ano, uma eleição indireta será convocada e realizada pelo Congresso Nacional.

Agentes penitenciários do Rio entram em greve a partir de terça. Os 4.500 agentes, responsáveis por vigiar os 57 mil detentos que estão nas 52 unidades prisionais do Estado, dizem estar há meses sem receber salários. Enquanto isso, as negociações para o ajuste fiscal no Rio de janeiro deverão ser concluídas na próxima segunda-feira (23).

Enquanto você desligou…

GM planeja investimento de US$ 1 bilhão nos EUA, dizem fontes. A companhia deve dizer que os investimentos devem resultar na criação de mais de mil empregos, mas o plano não especifica quais as fábricas poderiam aumentar o número de vagas.

Correios abrem PDV (Plano de demissão Voluntária) e esperam adesão de 8,2 mil empregados. A adesão será voluntária e o desligamento ocorrerá na modalidade “demissão a pedido”, sem necessidade de cumprimento de aviso prévio.

Publicidade

Vendas contratadas da MRV caem 6,2% no 4º trimestre. Os distratos (cancelamentos) representaram 22,1% das vendas brutas, queda de 3,6 pontos percentuais em relação ao mesmo trimestre de 2015.

Agenda do dia

Nesta terça-feira, sai a ata da reunião do Copom da semana passada e a FGV divulga o IGP-10. Também sai o Índice de preços ao consumidor do Reino Unido referente a dezembro. #Política #Economia