O Governo Federal fez um anúncio que deixou milhões de brasileiros felizes. A partir de fevereiro será possível fazer o saque de contas inativas do FGTS. A medida provisória 763, de 22 de dezembro de 2016, foi aprovada e estabelece as regras para esse benefício. Anteriormente, só era possível realizar o saque de contas inativas após o trabalhador estar a 3 anos sem carteira assinada.

O Ministério do Trabalho informa que existem, atualmente, 18,6 milhões de contas inativas com depósitos total de R$ 41 bilhões. A medida do governo visa aquecer a economia. Com mais dinheiro disponível para a população usar como quiser, a #Economia do país se fortalece.

Publicidade
Publicidade

O dinheiro provindo do saque dessas contas inativas não precisa ser utilizado para fins determinados pelo governo. O cidadão tem liberdade de fazer com ele o que bem entender. Outro ponto importante é que não há valor mínimo, nem máximo, como base de saque. O interessado poderá usar todo o valor disponível na conta inativa.

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, informou que o cronograma para o saque de contas inativas será formulado levando em consideração a data de nascimento dos beneficiários. Isso é bem semelhante ao que acontece no recebimento do PIS. O governo ainda estuda a possibilidade de agrupar mais meses de aniversário em cada data de liberação, para que assim todos possam ser beneficiados de forma mais rápida.

Há várias formas do trabalhador saber se tem direito ao saque de contas inativas.

Publicidade

As formas incluem ir pessoalmente a uma agência da Caixa Econômica Federal, pela internet no site da Caixa e pelo celular. O trabalhador tem direito a sacar o valor de qualquer conta do FGTS que tenha até 31/12/2015 como data de desligamento.

É muito importante ficar atento a todas informações que serão divulgadas sobre esse assunto. Espalhe essa maravilhosa notícia com seus amigos e parentes, pois nem todos estão por dentro das novidades. Esse dinheiro extra que pode ajudar muita gente a quitar dívidas, fazer uma viagem ou abastecer a dispensa. Seja qual for o valor, é direito do cidadão brasileiro a efetuar o saque. #gover #Dicas