Apesar da Comperj ser umas das investigadas pela Policia Federal pela operação Lava Jato, a Petrobras acabou retomando as obras nesse complexo. Para acelerar as atividades na construção, a BR acabou de abrir licitação para empresas estrangeiras que quiserem participar dessa unidade de processamento de gás. As empresas nacionais estão proibidas de participar.

A razão pela qual a Petrobras quer apenas empresas estrangeiras envolvidas nessa licitação é porque muitas corporações brasileiras estão envolvidas em esquemas de corrupção investigados pela Policia Federal. Citando a QGOG como exemplo, que acabou desistindo dessas obras porque é investigada também, ela tinha um contrato de 2 bilhões de reais, sendo que 1/4 dessa valor já foi pago antes dela abandonar a obra.

Publicidade
Publicidade

Como a produção dos campos de pré-sal começarão a produzir intensamente daqui a 3 anos, para conseguir levar toda essa produção de gás e escoa-lo, a Petrobras depende urgentemente que essas obras da Comperj sejam concluídas também nesse prazo. Depois do alinhamento dessa primeira metade do projeto, a outra meta da BR é conseguir parcerias para produzir os combustíveis e o derivados do óleo para a industria.

Como praticamente não há muito tempo para finalizar as obras, devido as atividades de extração abaixo da camada de sal, o time do setor de engenharia da Estatal vem confeccionando um modelo licitatório desde o começo de julho de 2016. Tal como foi com a Queiroz Galvão Óleo e Gás, a Petrobras tem preferência apenas para empresas de grande porte, que tenham técnica para contratações e montagem de todos os equipamentos necessários com a máxima autonomia possível.

Publicidade

À Aepet, que é à associação de Engenheiros da Petrobras, não gostaram nada disso na verdade, tanto que acabaram enviando cartas ao conselho diretor solicitando que a mesma lançasse um edital mais elaborado e mais detalhado. Dessa forma, empresas de porte médio também conseguiriam participar, tornando essa licitação mais competitiva.

As empresas que participarão dessa licitação serão à Amec Foxter Weeler, Bechetel, Chicago Bridge, China Aluminium Inter Eng, Energiex Energy, Exterran, Fluor, Hatch, Intecsa Eng, Jacob, JGC, KBR, Largreen&Toubro, Linde, Tecnomon, Nafto Gas India, Optmize, Petrofac, Posco, Propack, Systems, Rhein Metal Inter Eng, Senner, Keriu, Snclavalin, Termodesign, Tyssen Krupp, Técnicas Reunidas e Tozzi #Economia