Desde que o presidente Michel Temer anunciou, no ano passado, que os trabalhadores poderão sacar o saldo de suas #Contas Inativas do FGTS, muita gente espera a divulgação do calendário de saques. Enquanto isso não acontece, o governo aproveitou para divulgar o valor que poderá ser injetado na economia brasileira por conta da ação.

De acordo com o Ministério do Trabalho, o montante deverá ficar em torno de R$ 30 bilhões. O valor representa cerca de 70% do saldo disponível nas conta inativas, informa o secretário executivo do Conselho Curador do FGTS, Bolivar Moura Neto. Há aproximadamente 16 milhões de contas inativas pertencentes há pouco mais de 10 milhões de trabalhadores e que não recebem mais depósito há mais de 1 ano.

Publicidade
Publicidade

O saldo total é de R$ 41 bilhões. Por sua vez, esse valor é pouco se comparado ao saldo total das contas de FGTS, que fica na casa de R$ 380 bilhões.

Ronaldo Nogueira, ministro do Trabalho, afirmou em entrevista que a liberação dos saques das conta inativas do FGTS traz benefícios diretos para o Brasil, ao ajudar a economia estagnada a crescer, e ao trabalhador, pois trata-se de um dinheiro seu e que encontra-se parado.

No entanto, os trabalhadores ainda não podem sair correndo e procurar a #Caixa para sacar o seu dinheiro. Para isso, será preciso aguardar o governo estabelecer regras para o saque e também o calendário respectivo. Tal qual acontece em relação ao PIS, o saque das contas inativas deverá ser feito em etapas, de acordo com a data de nascimento do trabalhador.

Como consultar o saldo do FGTS

O anúncio do calendário de saque do #FTGS está previsto para o mês de fevereiro.

Publicidade

Enquanto isso, os trabalhadores podem aproveitar para consultar o saldo existente em suas conta inativas. Há várias maneiras de se fazer isso. A facilidade maior é para aqueles quem possuem o Cartão do Cidadão.

Nesse caso, a consulta pode ser realizada nos terminais de saque eletrônico da Caixa Econômica Federal, lotéricas ou em estabelecimentos conveniados ao Caixa Aqui. Para isso, é preciso ter em mãos o Cartão do Cidadão e a senha. Do contrário, a consulta só poderá ser realizada na agência no setor específico.

Outra forma de conferir o saldo do FTGS é usando a internet. O trabalhador pode acessar o site da Caixa e inserir seus dados. Nesse caso é necessário o número do NIT e a senha do Cartão do Cidadão. No primeiro acesso, é preciso cadastrar um senha exclusiva para uso na internet.

Essa mesma senha poderá ser utilizada para a consulta das contas inativas no celular. A Caixa disponibiliza aos trabalhadores aplicativos gratuitos, um para iOS e outro para Android. Eles estão disponíveis para download em suas respectivas lojas de aplicativos. Também há a versão para Windows disponível na Windows Store.