Uma queda significativa no número de nascimentos aconteceu no Brasil nas últimas décadas. A consequência direta desse fato é o aumento na proporção de adultos e idosos. Segundo pesquisa do IBGE, de 1940 a 2015, a expectativa de vida no Brasil teve um aumento de 30 anos, passando de 45,5 anos para 75,5 anos. Com o avanço da tecnologia e da medicina, a tendência é que essa progressão continue.

“Estamos em plena revolução da longevidade e temos de nos adaptar a isso”, afirma Sérgio Serapião, fundador e líder do LAB60+, movimento que integra uma grande rede de pessoas, ONGs, instituições de ensino e empresas engajadas com essa causa.

Publicidade
Publicidade

“Uma população muito grande 60+ quer e precisa continuar ou reentrar no mercado”, continua. “Por outro lado, as empresas precisam cada vez mais da criatividade madura em seus quadros, mas não sabem como lidar com isso”, completa.

Na procura de dar uma solução para esse impasse, o movimento cria oportunidades de compartilhamento de experiências, conexões e inspiração em diversos assuntos ligados a essa questão. Desde 2014, LAB60+ promove eventos, encontros, cursos que trabalham o tema da #longevidade e já conta com mais de 5.000 membros e 800 organizações engajadas. Hoje o movimento é referência em longevidade no Brasil.

Na outra ponta, o movimento tem parcerias com empresas que fazem parte do Sistema B, uma rede mundial que busca, além do lucro, provocar impacto social. São mais de 2.000 empresas no mundo e 80 no Brasil que já têm esse certificado por atenderem a altos padrões de performance social e ambiental, accountability e transparência.

Publicidade

Reinvenção do trabalho na segunda metade da vida

Resultado de associação de iniciativas, profissionais e organizações do LAB60+está a start-up “Reinvenção do #Trabalho 60+, que desenvolve o programa para sêniores “Como se Reinventar Profissionalmente”. O módulo em curso, chamado “Novos Caminhos”, com duração de quatro meses, é destinado a pessoas que enfrentam o desafio de construir um novo ciclo de vida e trabalho na segunda metade da vida.

Com aulas, workshops, oficinas e vivências reais em ambientes inovadores dentro de empresas parceiras, são exploradas novas alternativas de atuação, construídas novas conexões pessoais e profissionais e trabalho com competências a partir de desafios reais. “Nosso objetivo com esse programa é ampliar o autoconhecimento dos participantes e fortalecer sua prontidão para o trabalho em seu novo momento de vida”, diz Sérgio.

O "Como se Reinventar Profissionalmente" já formou 32 pessoas e está iniciando a sua terceira edição. “Nossa proposta não é inserir ninguém no mercado”, ressalta Sérgio.

Publicidade

“Queremos criar novas profissões para que esse público faça a sua reentrada em um novo mercado”, finaliza. As três primeiras turmas (duas em 2016 e a iniciada em janeiro deste ano), viveram experiências de trabalho focadas em “negócios de impacto social”. A quarta turma, a ser iniciada em março, terá como tema de trabalho “economia da cultura”.

Além do curso, o movimento realiza periodicamente o LAB60+ Café, um encontro colaborativo gratuito que coloca em contato pessoas e organizações que desenvolvem iniciativas inovadoras que promovam a longevidade para compartilhar experiências. Tanto o curso como os cafés acontecem no Impact Hub Pinheiros, espaço de trabalho compartilhado localizado na rua Virgílio Carvalho Pinto, 433, em São Paulo (lab60mais.com.br). #qualidade de vida