A Caixa Econômica Federal divulgou, nesta segunda-feira (7), uma nota de esclarecimento relacionados a sites e aplicativos de consulta do #FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de serviço) falsos que circulam na internet. Ela orienta para as pessoas que não acessem esses sites.

Isso se deve ao fato de haver muitas denúncias relacionadas a sites falsos informando o calendário de saques, e sugere que para que faça sua consulta em site oficial da Caixa Econômica - o www.caixa.gov.br.

Com o objetivo de roubar os dados das pessoas, vários sites e aplicativos foram criados pelos ladrões. No momento da consulta, a pessoa digita seus dados para poder acessar e esses dados acabam indo para mãos erradas.

Publicidade
Publicidade

Há ainda muitas pessoas se apresentando como funcionários da Caixa Econômica para dar golpes. Uma pesquisa feita na rede social Facebook nesta segunda-feira (6) identificou que ao usar as palavras FGTS e inativo no resultado de buscas, apareceu somente um perfil falando sobre o assunto e que está no domínio @fgtsinativo ou FGTS inativo calendário 2017 e estão desativadas. Não está confirmado se a Caixa foi quem denunciou estes perfis.

Quem pode sacar

A assessoria da Caixa tem recebido várias denúncias sobre os casos relacionados aos falsos calendários e sugeriu para que as pessoas acessem o site oficial do banco. O calendário que irá informar sobre o saques nas contas inativas será divulgado até o fim deste mês.

Os trabalhadores que têm saldo em contas inativas vão poder sacar esse dinheiro, que fica nessa conta quando o trabalhador deixa de receber das empresas em casos de extinção ou rescisão e contrato de trabalho.

Publicidade

Para sacar, o trabalhador deverá estar desligado do emprego desde o fim de 2015.

Em casos em que o trabalhador que está com sua conta FGTS ativa e que esteja recebendo depósitos de uma empresa, não poderá sacar. Os saques estão previstos para serem liberados no dia 13 de março, segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. Será um total de 10 milhões de trabalhadores que terão direito a sacar o dinheiro, de acordo com o governo. O número de contas inativas chega 18,6 milhões, que somam o valor depositado de R$ 41 bilhões.

Alguns desses saldos não chegam a um salário mínimo (R$ 937), informa o governo federal. O trabalhador pode acompanhar seu FGTS através do site da Caixa Econômica ou de aplicativos para tabletes e smartphones. Fazendo u cadastro, os interessados receberão notificações com informação sobre o Fundo de Garantia. #CALENDARIOS FALSOS #GolpeFGTS