Uma novidade interessante é a liberação de saques do #FGTS, para que os trabalhadores possam retirar o dinheiro que têm em contas inativas. Esse Fundo de Garantia pode ser melhor aplicado em outros tipos de investimentos, e também pode ajudar muitos brasileiros a pagarem dívidas e saírem do sufoco.

O FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) é um benefício que todos trabalhadores registrados têm direito. É uma lei que protege o trabalhador.

A Caixa Econômica Federal informou que será liberado, na primeira quinzena de fevereiro de 2017, o calendário para o saque. Em dezembro de 2016, o presidente Michel Temer anunciou que poderão ser retirados os valores das contas que ficaram inativas até o ano de 2015.

Publicidade
Publicidade

O valor que fica depositado em uma conta do FGTS tem um rendimento muito baixo, menor ainda que o da #poupança. Sendo assim, será bem vantajoso fazer um levantamento do saldo em sua conta, e aplicá-lo em outro tipo de investimento. Ou também, realizar o pagamento de dívidas atrasadas com esse dinheiro “extra”.

Como eu posso saber quanto tenho no FGTS?

Poderá ir até uma agência da Caixa Econômica Federal e solicitar o extrato, ou fazer essa consulta online. Basta entrar no site oficial do FGTS (www.fgts.gov.br), clicar nas seguintes abas: Serviços Online > Extrato Completo > Consultar Extrato Completo do FGTS. Você será direcionado para uma página da Caixa Econômica Federal e terá de preencher os campos solicitados (número do PIS e senha).

Importante: Caso você ainda não tenha uma senha de internet, poderá criá-la ali mesmo, basta clicar em “Cadastrar Senha”.

Publicidade

Quais são minhas opções se eu optar por sacar o meu dinheiro?

É importante saber que a decisão e a responsabilidade são somente suas. Esse dinheiro pode te ajudar a quitar dívidas, e também pode te ajudar futuramente caso você queira investir. A opção mais popular de investimento é a poupança. Porém, não é a opção mais rentável.

Outros tipos de investimento são: Bolsa de Valores (iBovespa), Tesouro Direto, dólar e ouro.

Para saber qual se aplica melhor no seu caso, consulte seu banco ou uma instituição financeira. #tesourodireto