Nesta terça-feira 21 de fevereiro de 2017, durante uma reunião que aconteceu no Palácio do Planalto entre o presidente Michel Temer, ministros e parlamentares, para tratar sobre a proposta de reforma da Previdência, o presidente e o Ministro da Fazenda Henrique Meirelles também falaram sobre a #Crise econômica vivida pelo país e afirmaram que o pior já passou e que o Brasil já vive momentos de forte recuperação e que, portanto, a recessão já acabou.

Mas certamente para os brasileiros que ainda estão desempregados e endividados pode ser muito difícil acreditar nessa notícia, não é mesmo?

O que acontece, segundo o ministro, é que ainda estamos sentindo as duras consequências do que foi para ele "a maior crise econômica da história" do nosso país. Apesar dos números começarem a dar indícios positivos e do governo estar confiante, a nova fase econômica é, ainda, muito recente e os efeitos positivos deverão começar a aparecer na medida em que novos empregos forem sendo criados e que o crédito for sendo reestabelecido.

“O Brasil hoje já está crescendo. Isso é muito importante porque todos nós passamos por um momento muito difícil quando o Brasil enfrentou a maior recessão de sua história. Mas a mensagem aqui importante é que essa recessão já terminou. Vivemos ainda as consequências dela em muitos aspectos. Ela foi longa, difícil, dura, gerou esse número de desempregados, mas o Brasil já começou a crescer”, afirmou o ministro.

Crescimento Sustentável:

O ministro declarou também que devido ao restabelecimento da confianda por parte dos empresários e investidores o Brasil deve entrar em uma rota de crescimento sustentável no longo prazo e que acredita que o país deixará de apresentar esse 'comportamento padrão' de viver crises econômicas com frequência e que, através de um crescimento gradual e sólido deverá apresentar períodos mais longos de estabilidade e crescimento econômico.

Isso porque, segundo ele, já está em implementação uma "série de medidas" que visam a melhorar o ambiente econômico o que tem refletido no crescimento da confiança por parte dos brasileiros de forma "consistente" e "forte" durante o mês de em janeiro.

E você? O que pensa disso?

Deixe seu comentário para que possamos saber! #Economia #Crise no Brasil