O governo federal bloqueou, desde dezembro, 9,5 mil pedidos de #Seguro-desemprego em todo o País. O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse, nesta sexta-feira (3), que as solicitações, que somam R$ 52 milhões, foram negadas pelo sistema antifraude que entrou em operação no mês passado.

O ministro disse que cerca de 30 sistemas de auditoria foram implantados na plataforma dos benefícios, que buscam identificar pedidos que apresentaram suspeitas de fraudes na solicitação do seguro-desemprego e abono social. De acordo com Nogueira, novas trilhas de rastreamento antifraude desses benefícios estão previstas para serem implantadas até julho deste ano.

Publicidade
Publicidade

Segundo o ministro, o sucesso foi grande e que, apesar de ter poucas trilhas em funcionamento, foi possível, através deste sistema, descobrir as fraudes. Ele acrescentou ainda que pretende aprimorar cada vez mais o sistema.

De agosto a dezembro de 2016, foram identificadas, durante uma checagem, 45 mil solicitações com suspeitas de fraudes. As solicitações, que somam R$ 145 milhões, estão passando por investigação.

A estimativa para 2017 é evitar o pagamento indevido de R$ 1,3 bilhão. Acredita-se que existem quadrilhas fraudando os benefícios para manter o crime com o dinheiro que seria para os trabalhadores. Todas as suspeitas comprovadas já estão sendo comunicadas a Polícia Federal, segundo o ministro.

Benefício bloqueado? Veja o que fazer

Os trabalhadores que estão com o beneficio bloqueado terão que ir ao Ministério do Trabalho para fazer o pedido de desbloqueio e comprovar a legalidade dos documentos apresentados. Os benefícios estão sendo fraudados com o uso de dados dos trabalhadores que têm direito ao benefício.

Publicidade

O seguro-desemprego pagou um total de R$ 36 milhões em 2016 em todo o Brasil.

Segundo o ministro do Trabalho, o seguro-desemprego é um direito do trabalhador que contribui com o FGTS (Fundo de garantia por Tempo de Serviço). Quando for demitido e houver uma necessidade, é recurso que a pessoa pode utilizar para poder se manter e prover financeiramente sua família enquanto procura um novo emprego. #fraude