Na manhã de hoje, terça-feira (14), Michel Temer anunciou as datas para o saque das contas inativas de FGTS. O governo federal manifestou-se às 11:00 horas (horário de Brasília) no Palácio do Planalto sobre a liberação do #Calendário para a retirada do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (#FGTS) retido em contas sem movimentos.

De acordo com o Jornal O Estado de São Paulo, aproximadamente 10,1 milhões de trabalhadores possuem saldos em contas inativas e serão beneficiados com essa iniciativa da Caixa Econômica Federal juntamente com o governo federal. Os fundos poderão ser sacados a partir do mês de março. A ordem cronológica para a retirada do dinheiro foi baseada nas datas de aniversário dos cidadãos.

A retirada dos valores deverá ser realizada até a data do mês de julho, segundo Eliseu Padilha, o ministro-chefe da Casa Civil. Quem possuir contas correntes nas agências da Caixa Econômica terão seus devidos valores diretamente transferidos em conta. O banco estatal divulgou essa informação em seu próprio site e orientou aos beneficiados que conferissem seus extratos para a comparação dos saldos. A Caixa tomou essa iniciativa a fim de amenizar o aglomero de pessoas nas agências.

No entanto, estima-se que aproximadamente 70% dos brasileiros irão ter acesso aos saldos de suas contas. Por isso, é importante a divulgação dessas informações para que pessoas leigas em assuntos trabalhistas possam adquirir o que é de direito seu.

O governo federal inicialmente almejava limitar os saques entre 1 mil e 1,5 mil, mas o presidente Michel Temer decidiu não colocar limites nas retiradas. Os valores para saques são ilimitados, podendo realizar saques de várias contas, desde que estejam inativas até 31 de dezembro de 2015. Após esse período, os valores continuarão retidos.

Essa iniciativa visa movimentar a economia do país, onde as pessoas irão consumir e pagar suas dívidas com esse dinheiro extra. O governo estima liberar R$ 30 bilhões de reais somados em contas inativas de FGTS.

Confira o Calendário: