Finalmente, o governo federal está fazendo seu papel e lutando pelas nossas petrolíferas e empreiteiras no Brasil! Assim que a Petrobras anunciou que 15 plataformas chegarão ao Brasil, chegou a vez do conteúdo local, (espécie de investimento que as empresas de grande porte têm que fazer em vários segmentos tecnológicos e governamentais para manter suas atividades em nossas terras) terá diminuição para que haja mais produção nos campos de petróleo.

Você deve está se perguntando: "Mas como isso vai gerar 70 mil vagas de empregos de uma só vez na indústria do petróleo?". Muito simples na verdade. Quando se diminui os gastos com conteúdo local, as empresas do ramo de petróleo e gás podem investir em mão de obra, gerando mais produtividade e mais empregos, uma espécie de retro-alimentação.

Publicidade
Publicidade

Como exemplo, a WTEX Engenharia está contratando profissionais offshore em muitas funções, que é apenas uns dos efeitos desse projeto.

Nas pesquisas exclusivas da IHS que o o sistema de consultoria global, essa inclinação do governo federal nesses custos, irá fazer o Brasil produzir cerca de 1.000.000 de barris de petróleo todos os dias, isso equivale a 30% a mais do que é praticado nos dias de hoje. Sendo assim, quanto mais petróleo com menos custo seria melhor, não é? Com essa nova política, a estimativa que até 2020. setenta mil oportunidades de trabalho no setor serão geradas, movimentando também incríveis trezentos bilhões de dólares em cinco anos.

A fim de maximizar ainda mais a expectativa de muitos trabalhadores do setor do petróleo e gás, o governo vai implantar um projeto que prioriza 90% da mão de obra nacional, em outras palavras, o petróleo e nosso!

Hoje em dia, a média de conteúdo local está na faixa de 65%.

Publicidade

Embates entre a Petrobras e a Força Sindical vêm se tornando mais densas e intensas à medida que esse projeto avança no senado. De um lado, a nossa estatal (Petrobras) diz que essa flexibilização tem que ser mais efetiva e que sejam praticados percentuais mais baixos e em níveis globais.

Além do sistema de conteúdo local ser uma realidade eminente, ela só terá efeito prático se houver uma relação simbiótica de incentivos governamentais e sociais. É necessário que a pessoa que queira trabalhar nessa área, se qualifique, faça todos os cursos inerentes ao setor ou a sua área de atuação, para que a mão de obra do município seja priorizada. Caso isso não aconteça, a empresas se veem obrigadas a contratar mão de obra de fora, até mesmo do país. #Economia