O ano de 2017 está sendo marcado por recordes na taxa de desemprego, na crise econômica, na variação gigantesca da cotação do dólar entre outros pontos desagradáveis que o país enfrenta. Pois, como se isso tudo já não fosse o suficiente, os brasileiros chegaram à marca de R$ 400 bilhões em imposto pagos neste ano, marca atingida às 19 horas desta quarta-feira, 1º de março.

De acordo com o #impostômetro da ACSP (Associação Comercial de São Paulo), em 2016, essa mesma quantia foi registrada somente no dia 9 de março. O valor se refere a todo o montante de impostos, taxas e contribuições pagos pelos brasileiros no país desde o dia 1º de janeiro até 1º de março.

Publicidade
Publicidade

As pessoas podem ver em tempo real o painel eletrônico que calcula a arrecadação. Ele se se encontra instalado na sede da associação, na Rua Boa Vista, região central da capital paulista. Ou, se preferir, o total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado através da internet, na pagina oficial do impostômetro. Essa ferramenta foi criada entre pela ACSP em parceria com o IBPT (instituto Brasileiro de Planejamento Tributário).

Através do site impostômetro, os interessados conseguem acessar também os países em quem os impostos trazem mais bem estar a sociedade, curiosidades como dados de produtos específicos com o valor exato de imposto os consumidores pagam, a porcentagem de imposto no produto, qual o valor a ser pago com o tributo e qual seria o valor pago no produto sem a aplicação das taxas tributárias, além de ter à disposição uma calculadora do imposto.

Publicidade

Ou seja, nele é possível acompanhar quanto o governo federal, Estados e municípios estão arrecadando. É uma forma de deixar todos os contribuintes conscientes de que maneira os governos federal, estaduais e municipais estão gastando o dinheiro arrecadado através do imposto.

Ferramentas deste modo são sempre úteis para que os brasileiros possam estar ciente de tudo, de como está circulando o dinheiro pago através dos tributos. Também é uma ferramenta para o governo cobrar de seus governantes a boa aplicação dos recursos obtidos com a arrecadação tributária #tarifas tributarias #Imposto de Renda