O Governo Federal, com o intuito de reaquecer a #Economia do país, planejou algo até então inconcebível, que é o saque das contas inativas do #FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço); sendo assim, no próximo dia 10 de março, sexta-feira, um número superior a 4,8 milhões de trabalhadores é elegível através das regras pré-determinadas pelas autoridades do governo a retirar os valores existentes em tais contas.

Publicidade

Somente as pessoas com aniversários nos meses de janeiro e fevereiro terão o direito de sacar o #Dinheiro a partir de 10 de março até 7 de abril, compreendendo 16% dos trabalhadores que poderão promover os saques de um valor total estimado em R$ 43,6 bilhões. Caso o indivíduo não compareça para pegar o seu dinheiro, só poderá fazê-lo novamente por ocasião de sua aposentadoria, quando for comprar uma habitação ou se pertencer a uma região abalada por um desastre natural.

Publicidade

Os trabalhadores que tiveram as carteiras assinadas em até mais de um contrato de trabalho e que solicitaram o desligamento da empresa, ou foram dispensados por justa causa até a data de 31 de dezembro de 2015, podem realizar a retirada das chamadas contas inativas do FGTS.

Conforme as informações do calendário para saques da CEF (Caixa Econômica Federal), abril concentrará o maior contingente de pagamentos, uma vez que é o mês destinado aos trabalhadores aniversariantes em março, abril e maio, isto é, 26% da mão-de-obra produtiva, cuja data para saques é de 10 de abril até 11 de maio..

Publicidade

Para quem faz aniversário no mês junho, julho e agosto, a data reservada para os saques será de 12 de maio a 14 de junho, ou seja, 25% da massa trabalhadora com direito ao novo benefício.

Quem faz aniversário em setembro, outubro, e novembro deverá sacar das contas inativas do FGTS de 16 de junho a 13 de julho. Finalmente, de 14 a 31 de julho, todos os trabalhadores que nasceram no mês de dezembro estão autorizados ao saque.

Vale frisar que filhos, cônjuges e outros dependentes de pessoas com vínculo trabalhista, mas que já faleceram, poderão também fazer os saques, apresentando a CTPS - Carteira de Trabalho daquele que foi o titular da conta e o RG da pessoa que será a sacadora.