Nessa segunda-feira (6), os Correios passaram a vender #CHIPS de celular e entraram no mercado da telefonia móvel. No momento, está sendo vendido apenas em 12 agências no estado de São Paulo, mas a ideia é que sua venda seja expandida para mais 164 unidades até o final de março, em toda a região metropolitana da capital paulista.

Os chips estão sendo vendidos por R$ 10,00. As 12 agências dos #Correios onde você irá encontrá-los para compra são:

  • Cidade de São Paulo (Vila Leopoldina)
  • Central de São Paulo (República)
  • Brás
  • Itaquera
  • Guaianazes
  • Vila Prudente
  • Silva Bueno (Ipiranga)
  • Mooca
  • Nossa Senhora da Saúde
  • Osasco
  • Penha de Franca
  • Santana

A ideia é que, em seguida, o serviço funcione também em Brasília e Belo Horizonte.

Publicidade
Publicidade

A meta é alcançar todos os estados brasileiros até o fim deste ano. Segundo a própria companhia, o chip poderá ser utilizado em qualquer aparelho e terá cobertura na maioria das cidades brasileiras.

O ponto positivo dessa novidade é que os Correios não irão cobrar taxas de deslocamento ou roaming nacional. "Quando você estiver viajando, e alguém te ligar, você não vai pagar para receber aquela ligação. O contrário também vale: se você estiver fora e precisar ligar para alguém, você só vai utilizar os minutos do seu plano".

Essa ideia é uma parceria dos Correiros com a empresa EUTV. Toda a infraestrutura de telecomunicações será responsabilidade da EUTV, a mesma usa a infraestrutura da TIM para a oferta de telefonia móvel. Por enquanto, apenas estão a venda chips e recargas de um plano pré-pago, que terá como exigência recargas de R$ 30,00 mensais e dará direito a 100 minutos em chamadas de voz para qualquer celular ou fixo, ou 100 SMS.

Publicidade

A internet móvel será um pacote de 30 dias, com 1 GB de franquia, sem o corte no serviço caso o cliente atinja o limite de dados. O uso do aplicativo WhatsApp é grátis (sem descontar da franquia). Os estudos para definir ofertas de planos pós-pagos irão entrar em ação em 2018.

Os correios enfrentaram nesses últimos dois anos, e ainda enfrentam, uma crise financeira. #Telefonia movel