Os contribuintes que vão começar a fazer a declaração de Imposto de Renda 2017 nesta quinta-feira (2) já podem recorrer aos #bancos para antecipar a #Restituição do imposto e obter aquele dinheirinho extra, ainda neste primeiro semestre. Segundo o portal da Receita Federal, o inicio dos pagamentos das restituições está previsto para acontecer a partir do dia 16 de junho,

Entre os principais bancos que já estão oferecendo a modalidade de crédito, o Banco do Brasil reabre a linha de Crédito Direto ao Consumidor (CDC) para Antecipação de #Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF). É possível antecipar até 100% do valor do crédito a ser restituído, limitado a R$ 20 mil, com taxas de juros a partir de 2,11% ao mês.

Publicidade
Publicidade

Segundo a instituição, a antecipação do IRPF pode ser contratada por correntistas com limite de crédito aprovado e que tenham indicado o Banco do Brasil para recebimento da restituição.

De acordo com analistas, a antecipação da restituição do IR pode ser vantajosa, mas, exige cuidados. Por cobrar juros menores, em comparação a outras linhas de crédito, a modalidade pode ser usada, por exemplo, para pagamento de dívidas mais altas.

O contribuinte deve checar se o seu banco oferece a antecipação, mas analistas atentam para o fato de que é necessário ter certeza de que irá mesmo receber a restituição. Caso contrário, o correntista arcará com a dívida. O preenchimento da declaração deve ser feito de modo preciso, para que seja possível saber se não há risco de o contribuinte cair na malha fina.

Publicidade

Novas regras

A Receita Federal traz novidades e novas regras para o IRPF de 2017. Entre as inovações, está a atualização automática do programa gerador de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física, o PGD IRPF. O contribuinte poderá atualizar a versão do aplicativo, sem a necessidade de baixar o programa. Confira, no site da Receita Federal, o passo a passo para a atualização.

Outra grande mudança é em relação à inclusão de CPF para dependentes. Segundo o órgão, a obrigatoriedade passa a ser a partir dos 12 anos, completados até 31 de dezembro de 2016, conforme normativa da Receita Federal.

Já na entrega da declaração, também houve alteração. Agora, os contribuintes podem fazê-la sem a necessidade de instalação do programa Receitanet - que foi incorporado ao PGD IRPF, sem a necessidade de instalá-lo separadamente. Assim, a partir da declaração 2017, o sistema irá recuperar automaticamente o nome do contribuinte, no momento da digitação do número do CPF ou CNPJ.

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda para a Receita Federal vai até o dia 28 de abril.