Quem tem dinheiro parado em uma conta inativa do Fundo de Garantia está autorizado a sacar, a partir desta sexta-feira (10), nas agências da Caixa.

Para muita gente, esse é o dia mais esperado do ano. Quem nasceu em janeiro ou fevereiro e que pediu demissão ou teve seu contrato de trabalho finalizado por justa causa até 31 de dezembro de 2015 está contando as horas.

O dinheiro depositado no Fundo de Garantia rende muito pouco. Por isso, a expectativa é que todo mundo que tem direito, corra para sacá-lo. É praticamente um presente de aniversário mesmo para 4,8 milhões de beneficiários que entram agora na primeira fase do cronograma de liberação de recursos de contas inativas.

Valores até R$ 3 mil podem ser sacados com o cartão cidadão e senha no autoatendimento. Acima de R$ 3 mil, os saques têm que ser feitos em uma agência da Caixa.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, 34% dos beneficiários já fizeram adesão para crédito em conta, 25% vão usar cartão cidadão e senha para sacar o dinheiro. Os 41% restantes, que estão sem a senha, sem o cartão ou que têm direito a mais de R$ 3 mil, devem procurar as agências da Caixa Econômica Federal a partir de sexta (10). A recomendação é que o trabalhador leve documento de identidade e carteira de trabalho.

Para atender à demanda, a Caixa preparou um esquema especial. Sexta (10), segunda (13) e terça (14) todas as agências vão abrir duas horas mais cedo. No sábado (11), as grandes agências vão funcionar.das 9h às 15h.

Quem tem direito ao saque nessa primeira etapa e consultou o site viu o saldo zerado, mas não precisa se assustar. Clayton Rosa Carneiro, superintendente regional da Caixa explica: "Isso é normal porque está em fase de reprocessamento exatamente para o pagamento para sexta (10)". O dinheiro não desapareceu, saiu de um lugar e foi para outro para o pagamento.

A Caixa estima que o movimento maior será nos primeiros dias de pagamento das contas inativas, é importante lembrar que passando o prazo de pagamento, não será mais possível resgatar o dinheiro do #FGTS destas contas.