Assim que a conversa gravada de um grampo do atual presidente da República, Michel Temer, feita por um dos donos Grupo JBS, que pertence aos irmãos Joesley e Wesley Batista, veio à tona, revelando um grande esquema de propinas para lucro financeiro, o dólar subiu e a Bovespa despencou ao ponto de precisar momentaneamente ser interrompida no pregão de quinta-feira passada (18) por conta da volatilidade que deixou todo o mercado preocupado.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM, autarquia que regula o mercado de capitais no #Brasil), no momento, está investigando se nesse caso o Grupo #JBS teve algum tipo de benefício com todo o alvoroço causado pelo escândalo do grampo do presidente Temer.

Publicidade
Publicidade

O grupo que pertence aos irmãos Batista está na mira de no mínimo cinco processos de investigação que foi aberto na sexta-feira (19) pela CVM.

Os processos buscam apurar indícios de eventuais práticas do crime de insider trading, que significa que uma empresa ter dados ou informações que o privilegiam na compra e venda de ações. O que aconteceu, segundo algumas informações da imprensa do mercado financeiro, a J&F, a holding que controla o Grupo JBS, comprou, através de corretoras, uma imensa quantidade de dólares (o montante chega à casa de US$ 1 bilhão, o equivalente a R$ 3,27 bilhões) no mercado futuro, pouco tempo antes de a gravação de Joesley Batista ser divulgada.

Assim que a gravação da conversa de um dos donos do grupo JBS com Michel foi divulgada e a delação premiada para os empresários foi concedida, houve uma grande alta no valor da moeda norte-americana em relação ao real, que foi acima de 8% no mesmo dia que foram divulgadas a gravação.

Publicidade

Isso não ocorria desde janeiro de 1999, quando houve uma maxidesvalorização do real.

Um mês antes, os executivos da empresa também venderam algo em torno de R$ 327,4 milhões em ações da JBS em seis dias. Logo depois, o grupo dos irmãos Batista comprou uma quantia de R$ 19,3 milhões em ações do próprio grupo, algo que gira em torno de 60% das ações que a própria empresa vendeu através dos seus controladores.

No sábado (20), o presidente Michel Temer, em comunicado, falou que os irmãos Batista e efetuaram o chamado “crime perfeito”.

Quais foram os crimes que estão sendo cometidos e quais seriam os benefícios ao grupo?

Assim que compraram dólares pouco antes de subir e fizeram a venda de ações que pertenciam ao próprio grupo pouco antes de os valores caírem, o grupo e seus proprietários, antes de serem beneficiados pela delação premiada, supostamente ganhariam dinheiro com tudo que aconteceria na Bolsas de Valores com a divulgação da gravação. #Corrupção