Gastos com #Alimentação tem sido um grande desafio para quem trabalha e faz refeições em bares e restaurantes pela cidade. Estima-se uma média de 40% com gastos mensais em alimentos. O valor que o trabalhador recebe em seu tíquete-refeição , não cobre os gastos diários e muitas vezes, não chega até o fim do mês.

O prato feito, conhecido de muitos trabalhadores custa em média R$ 16,00 na região central de São Paulo, sendo que o tíquete-refeição tem o valor médio de R$18,00/por dia. Impossível comprar uma bebida ou sobremesa e manter o orçamento equilibrado. De acordo com a Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador (Assert Brasil), o trabalhador gasta em média, R$ 32,94 por dia, em uma refeição completa (incluindo bebida e sobremesa).

Publicidade
Publicidade

Uma boa sugestão para controlar gastos, é levar marmitas com saladas e grelhados, ou mesmo lanches com frutas de acompanhamento para o trabalho por alguns dias do mês ( ou todos os dias do mês). Exige mais trabalho e disciplina, mas se justifica. A redução dos gastos chega ser de mais de 60%, além você mesmo manipular sua refeição e montar a seu gosto. Se pensar em valores, é possível economizar mais de R$ 10 reais por dia, levando apenas a marmita pronta para o trabalho. No final do mês, em 22 dias úteis de trabalho são R$ 220,00 de economia - R$ 2.640 em um ano.

Talvez, aquele fim de ano na praia não esteja tão longe assim. Basta direcionar seus gastos e saber para onde seu dinheiro está indo.

Outro bom hábito para se adquirir é introduzir frutas e lanches saudáveis para o intervalo das refeições.

Publicidade

Ao montar sua marmita em casa, você pode usar mais opções de legumes e verduras, fazer seu próprio molho para saladas e ainda levar sobremesa como iogurtes e frutas picadas em pequenas porções. Chás e sucos naturais também podem ser feitos em casa e com o devido transporte, torna a refeição mais completa e agradável. No mercado existem diversas bolsas térmicas muito bonitas e compactas para transportar corretamente suas refeições.

Deixar para usar o vale-alimentação para passeios de lazer também ajuda. Economistas indicam que passeios em família, sem controle, podem causar efeitos negativos no orçamento mensal. Entretanto, pode-se organizar eventos em casa, com a opção de que cada membro família traga um prato e sua bebida de preferência, aproveitando a confraternização e opções de pratos diferentes.

Pequenos ajustes diários em seus hábitos financeiros, podem te ajudar a manter as contas em dia e talvez até economizar para um projeto maior. #Economia #Dicas